24 de nov de 2010

Déo zebra!!!

Começamos do avesso
Temos um amigo em comum...Nos vimos numa festa. Não nos falamos (nem oi, nem nada)

Nos adicionamos nas redes sociais (mentira ele quem me adicionou) ainda achei que fosse engano. Aceitei!!
Viajamos com a mesma turma e nada.

Não trocamos uma palavra se quer e todo mundo falando para mim que ele estava mega interessado...pensei - interessado no que? Em ler meus pensamentos? Só se for...

" Ah é que ele é muuuuuuuuuuuito tímido! Se não está falando com vc é porque tem motivo "
Óbvio que tem, pensei mais uma vez!
Se não está falando comigo é porque não gostou mesmo...só isso...
" Não, ele é homem para levar a sério! Não gosta de zoeira"
Bom, eu to com cara de dançarina de funk, é isto!
" Vai por mim, eu conheço ele e sei como ele age...fica na sua"

Mais na minha IMPOSSÍVEL só se eu me enfiar num buraco.
Ai apareceu uma festa de aniversário com OPEN BAR para as mulheres, pensei - vou enfiar o pé na jaca e nesta festa a coisa rola.

Me enfiei inteira na jaca. Da cabeça aos pés!
Cheguei toda animada achando que naquele dia, diante de tantas confirmações sobre o amor dele por mim, seria a nossa noite!
E foi mesmo!

Um homem tão interessado em mim e tão tímido, com certeza precisa ficar com outra mulher na minha frente para que eu não perceba que ele está interessado em mim, senão eu posso desconfiar.

E foi exatamente isto que aconteceu.
Ele continuava a não falar comigo (sim, neste primeiro momento não estava falando comigo não)eu comecei a aumentar a intensidade do alterocopismo...fui bebendo, bebendo, bebendo e tudo começou a ficar bem divertido.

Comecei a bater papo com ele todas as vezes que o encontrava...falava o tempo inteiro que nós dois éramos mais divertidos bebendo (sim, ele também aproveitou o alterocopismo e também estava divertido como eu)

Lembro que em determinado momento um cara que era por sinal muito bonito e interessante começou a dar em cima de mim...acabei não me rendendo aos chamegos do fofo...

Final de balada...eu já cantando em tempo recorde de 10 minutos a seguinte frase "...hoje eu vou tomar um porre não me socorre eu vou beber..." ele dançando macarena. Cena inesquecível!!!!


Fui me despedir
Ele dançando até o chão
Eu quase caindo no chão
Ele perguntando se eu estava me sentindo bem
E eu falando para ele nao abaixar muito senão ele nunca mais levantava
Ele me pede para ajudá-lo a levantar
(sim, ele acabou ficando sentado no chão)
Eu fui ajudar e acabei sentando também!!!
Ficamos rindo feito tontos!!!!!!
Fomos levantar e batemos a cabeça...típica cena romântica de novela, mas no nosso caso foi ridículo mesmo, pois o galo ficou por alguns dias.
Depois disto tudo, rolou o beijo...
Completamente sem noção
No dia seguinte ninguém lembra de nada ou finge que não lembra...no dia seguinte não digo porque a ressaca estava falando mais alto que tudo.

Um tempinho passa e viramos amiguinhos: conversas diárias, informações sobre vida, família, emprego, objetivos, aquelas coisas todas que deveríamos saber antes de ficar, decepções amorosas, casos do dia-a-dia, ajuda em dia triste e por ai vai, ou seja, amigos!

Chegamos a conclusão de que não tínhamos absolutamente nada a ver, além de nos tornarmos amigos.

E o mais curioso de tudo isto?
Ainda falam que ele gosta de mim!!!

Reações:

2 comentários:

ahaha mt bo, mt boa!!

Hey, tá escrito ressaVa, só pra avisar.

Parabéns, bjs

De nada! Mal vejo a hora do seu próximo texto, aguardo sem pressa, pq sei que valerá a pena. =*