23 de fev de 2011

O telefone não toca

Quando decidi me aproximar vi que havia uma fila de mulheres interessadas.
Um homem alto, cabelo raspado, olhos amendoados, uma boca carnuda, um sorriso lindo e queimado de sol, dançava cada música com uma perfeição e um swing que a única sensação que ele causava era de suspiros!

Os homens que estavam ao lado dele tentavam ignorar o fato dele estar no centro das atenções.

A cada música finalizada, uma nova mulher se aproximava para dançar. E ele educadamente se despedia da mulher anterior e pegava na mão da próxima. 

Ele não ficou com nenhuma delas...Não, isto não é um filme de época. É uma cena real que eu vi.

Era uma balada normal daquelas que a gente vive indo. Cheia de bêbados, caras pegando no nosso cabelo (eca que nojo) e soltando aqueles "lindas" para você e para as próximas 856 meninas que aparecerem na frente deles.

Voltando ao colírio...tentei me aproximar algumas vezes, mas a única coisa que eu consegui fazer foi babar por ele. Ele percebeu é claro, mas não demonstrou nada para mim.

Em um determinado momento ele se despediu de todos e foi embora!
Que pena! - pensei
Continuei meu resto da balada com a imagem dele na minha frente, era como se ele estivesse realmente na minha frente. Quando fui embora dei de cara com ele numa barraca de hot dog!

Não acreditei, mas como ele nem me deu atenção dentro da balada, não dei mole não.
E não é que para a felicidade geral minha e infelicidade da fila das mulheres que estavam lá dentro ele veio falar comigo?
Chegou de mansinho, pediu desculpas por não ter conversado comigo lá dentro e começou a perguntar sobre mim.

Respondi a todas as perguntas de forma misteriosa...outro dia li num livro que temos que ser misteriosas...com aquelas respostas "pode ser", "talvez", "é possível" em todas você tem que fazer uma cara sexy e misteriosa...mas depois de um certo momento conversando com ele, comecei me achar muito tonta de ficar dando evasivas. Comecei a responder tudo!!!!!!

Ele mostrava bastante interesse em saber sobre a minha opinião nos assuntos e com detalhes.

Eu ficava pensando "o que um cara destes está fazendo ao meu lado que ainda não me beijou???" mas o assunto continuava e ele não tomava uma atitude se quer.

Conversamos por mais ou menos uma hora sobre vários assuntos até que ele pediu meu telefone deixando claro que na próxima oportunidade de um encontro ele contava detalhes das histórias contadas!!! "próximo encontro"? 

Uauuuuuuuuuuuuuuuuuuu ele gamou...

Me deu um beijo no rosto, um abração, disse que combinávamos um almoço na próxima semana e foi embora!
Imagina a minha excitação para ir embora para casa...
Fui para casa super bem, já imaginei nosso almoço, como seria nossa primeira saída etc, etc, etc...

Primeira semana após conhecer um cara gato é um controle absurdo de ansiedade, controle nada, é uma tentativa fracassada de controle. Você finge que não está se importando com o celular, mas vai ao banheiro com aquela porcaria grudada em você, qualquer ligação com um número que você não conhece ou com a sigla "número restrito" seu coração bate até no dedo do pé e é bem nestes dias que a prestadora de serviços de tv a cabo decide te ligar a semana inteira para falar de um protocolo aberto há dois meses que ainda não foi resolvido. 

A sua vontade é mandar eles nunca mais retornarem a ligação...a menos que tenham um bom motivo!
Semana passando e você justificando o porque de ainda ele não ter te ligado: "deve ser a semana corrida, o trabalho dele é complicado, vai ver que aconteceu alguma coisa, ele foi tão sincero que só pode estar acontecendo algo..."

A semana passou e você que tinha a ligação mais amorosa possível com seu celular, consegue no máximo olhar para ele querendo jogá-lo para bem longe!!!!

O final é o que todo mundo sabe: não tem justificativa, quando o cara quer ele quer e pronto. Ele te liga no dia seguinte ou até mesmo manda mensagem no mesmo dia dizendo que adorou te conhecer.
Homens não enrolam, não esperam uma semana para aparecer, são ansiosos e quando gostam ligam mesmo. Se não ligou, é porque ele quis fazer apenas uma média.

E você fica brigada com seu celular um bom tempo!