29 de ago de 2011

As voltas que um ex dá

Namorei por três meses um cara (ok, vocês até podem dizer que três meses não é considerado namoro, mas para mim foi)

Nos conhecemos de forma completamente atípica: chamando o mesmo táxi na cidade de São Paulo. Coisinha de novela. Ele disse para eu entrar eu falei não, pode ir primeiro, depois ficamos nesta até que perguntei: para onde você vai? E por coincidência ele ia para o mesmo lado que eu.

Dividimos o mesmo táxi, a mesma cama, os mesmos bares, as mesmas danças e as mesmas biritas por três meses!!!! A relação era bem legal! Pensávamos da mesma forma, ríamos muito, tínhamos muuuuuuuuuuuito a ver, mas por algum motivo obscuro da vida dele a coisa foi indo para o fim...

Aí a relação se torna uns e-mails encaminhados de assuntos como piadas e você manda junto um - achei a sua cara ou acho que você vai se interessar, só para ver se ele vai responder com um "oi, tudo bem? saudades" 

Como normalmente estes e-mails davam certo, uma piada se tornava praticamente 5 dias de longos e-mails.
Variávamos do e-mail para torpedo no celular e uma vez até chegou a ter uma visita na minha casa meio bêbado, berrando na porta para quem quisesse ouvir que ele estava muito triste, que gostava muito de mim e que queria ficar comigo e mais algumas coisas que os homens nos falam apenas quando estão bêbados...(não podiam falar sóbrios não?)

Num destes torpedos o texto foi mais ou menos assim:

" Oi, tudo bem? Passa em casa hoje?"
Fiz aquela linha básica de nós mulheres que temos orgulho:
Tenho aula hoje de mandarim não posso perder, caso eu saia cedo de lá eu te ligo! (é óbvio que eu podia ter o que fosse, eu iria até lá, mas temos que fazer um tipo)

"- Ah, ta, tudo bem então"

Desisti da aula, fui beber para dar uma relaxada, fiquei mais alegre e contente, os problemas eu já tinha eliminado, passei em casa para colocar a minha lingerie "sexy" e mandei um torpedo para ele: apareça na porta em 5 minutos!

Chegando lá ao invés de ser recepcionada com um maravilhoso sorriso e um beijão ele entra no carro e começa a falar sobre a nossa relação.

" Sabe Déo, eu quero te pedir desculpas por tudo o que eu fiz, por não ter contado naquele dia que eu ia no jogo de futebol com a galera que eu sempre saia antes de te conhecer, queria que você soubesse que eu sei que pisei na bola, mas acho que você não entenderia nunca o meu ponto de vista..."

E eu, embora adore falar, quase não conseguia, só saia uns...aham, é verdade, posso falar?
E ele continuava a hemorragia verbal e eu meio tonta da bebida pensando o que eu to fazendo aqui já que o que eu pensei que fosse acontecer não acontece?
Falei que ia embora. A cena era patética: ele saia do carro, eu dava partida no carro e uma volta no quarteirão.

Ele mandava um torpedo pedindo para eu voltar, eu voltava ele entrava no carro e continuava a conversa de pedido de desculpas.

Isto aconteceu por cinco vezes, até que na última vez eu olhei bem séria para ele, tapei sua boca com a minha mão e falei:
- Olha só, eu já me cansei de ficar como barata tonta indo e voltando aqui na porta da sua casa, me responda apenas uma pergunta: o que você quer comigo????????

Ele com a cara mais deslavada deste muito me responde:
- "Ah quero que você passe a noite comigo hoje!"

- E precisava falar tanto?!?!?!?!?

Nem preciso falar o fim desta noite né?


Reações:

9 comentários:

Puta merda! Esse é o típico homem mulherzinha, pelo visto! Gosta mais de discutir a relação do que partir pro ataque, rsrsrsrs! Que coisa!

Espero pelo menos que o fim da noite tenha compensado o falatório todo!

Bjs!

Pois é, você "pegou" o espírito da coisa...é assim mesmo, mas o fim da noite valeu...pelo menos para aquela noite

Bjo da Déo!

ninguem merece essa situação!!!! Depois homens reclamam que mulheres que são complicadas.... quando decidimos ser RESOLVIDAS eles se assustam.... acho engraçado isso!!! Roberta.

Só queria entender por que os homens não assumem que TEM SIM esse lado "sensível". Para não falar "mulherzinha"....rs

Pelo menos nós só estamos fazendo jus à fama!

Mandou muito bem, Deo!
Escreva mais e mais e mais!

Dani

Déo... que dureza, hein ? Pior seria se algumas semanas depois de tudo isso ele aparecesse namorando uma menina que era Lésbica ! E que alias namorava uma conhecida minha ... ¬¬ ... Me senti um !@#$%¨*()... Imagina ? rsrsrsrs vai ver o cara gostava mesmo era de uma de**da... Sorry ...rsrsrsr

Mulher é fogo! Adoooora um homem banana!rs.

:)

hahahahaha eu não esperaria tanto assim na no começo da conversa tacaria um bjão e pronto!!! Apesar que to numa fase de ex = fora da minha vida!!! rsrsrsrs Situações complicadas!!! SAUDADES
Bjinho

Poxa "anônimo" aparecer namorando uma menina que era lésbica ninguém merece mesmo...
Acho que podemos fazer uma dupla Déo e a anônima! rs
Apareça mais vezes
Bj da Déo

hahahahaha

Mais uma escrevinhada linda! Me amarro, me transporto e me identifico com as minhas fudelanças e merdelanças da minha vida! ahahahahahaha Parabénssssssssss!!!

Beijão,
Undívago...