27 de set de 2011

Acorda Déo

Você acorda com a sensação de que não dormiu quase nada, na verdade você não dormiu quase nada mesmo
Teve insônia, motivo?
Podem ser os mais variados...
a - Estava pensando na apresentação de um novo projeto no cliente que tem que ser sucesso;
b - Porque seu filho pequeno passou a noite com febre e você como está "solteira" tem que ser pai e mãe;
c - Passou a noite se revirando na cama porque aquele cara que você estava saindo que era suuuuuuuuuuuper bacana, suuuuuuuuuuuuuper simpático, suuuuuuuuuuuuper carinhoso, suuuuuuuuper legal, bom de cama e tal simplesmente sumiu há uma semana e você infelizmente não consegue parar de pensar nele;
d - Não achou uma diarista para dar uma ajuda de quinze em quinze dias na sua casa e você não está dando conta;
e - Esqueceu de pagar o boleto do estacionamento do curso que você está fazendo e vai ser um inferno para achar vaga...

E a lista se estende muito, pois nós mulheres temos preocupações para umas 1000 reencarnações numa mesma vida.
Eu, como não tenho filhos, tenho preocupações do dia-a-dia fora este e neste caso foi pensando nas contas a pagar, na falta de dinheiro neste mês por conta de um kit de maquiagem chiquérrimo e umas roupinhas básicas fantásticas...e na apresentação que tenho que fazer hoje!
Meu rosto parece ter sido atacado por abelhas...está inchado, estou pálida e tenho 1 hora para me aprontar e sair daqui...

Coloca dois sachês de chá de camomila úmidos e gelados na olheira por dois minutos, retira, seca o rosto e vê que hoje nem massa corrida melhora sua olheira...faz sua maquiagem básica, coloca a roupa ideal e vai embora!!!!

Outro dia eu cheguei no cliente que atendo sem batom e sem blush, sai na correria e apenas esqueci de passar, praticamente todo mundo me perguntou se eu estava bem, se tinha comido direito porque eu estava pálida!

Voltando ao caso...cheguei no cliente, estava adiantada....consegui retocar aquilo que saiu errado em casa devido a pressa...(minha maquiagem) cara ainda de sono, acorda Déo!!!!!!

A reunião era com umas 5 ou 6 pessoas da empresa que eu não conhecia e quem sempre falava comigo não poderia comparecer porque estava dando uma palestra para os funcionários sobre motivação.

Por coincidência esta pessoa era uma mulher, Joana e ela tem o mesmo jeito que eu e ela me avisou "não vá com roupa muito decotada senão os caras não te levam a sério, não use roupa vermelha porque eles vivem dizendo que quem usa vermelho só pensa em sexo, faça uma maquiagem leve, fale pausadamente e não interrompa de forma alguma os "meninos" pois eles gostam de se sentir por cima!

Eles são super machistas, menos o gatão do RJ!
Fui receosa porque eram homens do tipo "machão" e cada um de um lugar: Rio de Janeiro, Minas Gerais, Santa Catarina, São Paulo e Salvador!
- " Não esqueça de que eles não podem ver uma mulher que ficam disputando uma atenção, então seja atenciosa com os 5, mas não muito senão eles comentarão na saída da reunião que você é mais uma das "comestíveis", não tenha dúvida! Só não se incomode com o gatão do Rio de Janeiro, este ai é gente boa e uma graça, mas não fica dando em cima, a gente que quer dar em cima dele risos"

O bom é que a Joana passava pelas mesmas situações que eu com os caras que ela tinha que se apresentar nas reuniões. Claro que é questão de postura, mas mesmo na postura mais profissional, tem sempre um para soltar uma besteira.
Depois de tanto tempo nos encontrando nas empresas que trabalhamos, acabamos ficando amigas...então trocávamos estas informações uma com a outra.

A recepcionista me avisa que eu posso entrar na sala 2 de reunião e aguardar.
Renato, Roberto, Mário e Gilberto entram!
(está faltando o gatão, pensei)
- Deodora Mendonça! Que prazer em conhecê-la, Joana te adora, fala muito bem do seu trabalho e pediu para que a gente te trate bem, mas é claro que trataremos. Sabe como é um baiano né? Jamais tratamos mal uma mulher, não sei quanto aos outros...
Ele era o Renato, de Salvador, apresentou Roberto de São Paulo mesmo, Mário de Minas e Gilberto de Santa Catarina. Ficou faltando o do Rio de Janeiro.
Começamos a reunião e para a minha grande surpresa o cara do Rio de Janeiro chegou. Não era nada mais e nada menos que o Théo, (saiba mais "aqui")
- "Déo quanto tempo! Tu ta linda"
- Oi Théo, obrigada!

Ele não estava nem ai que era uma reunião e começou a perguntar sobre a próxima temporada minha no RJ que estava com saudades
(alguém me tire daqui por favor, juro que eu quero um cantinho da vergonha)
- Vamos voltar a apresentação pessoal, quer dizer, a apresentação do projeto, pessoal? (tentei melhorar o ambiente, mas não deu muito certo)

Não vou dizer que troquei a palavra evento por cimento cinco vezes, que chamei o Théo de "da hora" (porque era assim que eu chamava ele quando estávamos juntos) e nem que eu troquei os nomes dos outros que estavam lá. Para a minha grande sorte, Joana teve sua palestra alterada para o período da tarde e apareceu de repente por la...

Tentei parecer normal, mas eu sei que eu não estava!! (O Sr Sampaio não me avisou nada!!!! Custava dizer que o filho dele trabalhava nesta empresa???)
Encurtei a conversa com todos e disse que precisava ir por conta de uma reunião na empresa...

Peguei o carro no estacionamento e quando estava saindo de lá recebo uma mensagem do Théo
- "cê está ainda mais "da ora", vou participar mais vezes das reuniões de SP"

Cai na gargalhada, mas agora já sei que antes de me relacionar com alguém preciso saber primeiro o nome do pai e da mãe!

Reações:

2 comentários:

Aí que vergonhaa.
rsrrsrs

Pri, foi mesmo, mas o melhor é fingir que nada aconteceu

Bj da Déo