27 de jan de 2012

Nem tudo da Déo são flores!

Outro dia me perguntaram assim:
" - Mas Déo, você só coloca histórias engraçadas no blog, até parece que tudo isso aconteceu com voce...Quem lê pensa que sua vida é maravilhosa, divertida e tudo passa rápido e sem dor!!!"

Pessoal, realmente tudo aconteceu comigo mesmo, fazer o que?

E nem tudo são flores não, neste post aqui por exemplo eu falei sobre alguém que não me queria e falei inclusive todos os estágios que passamos de fossa...

Também falei sobre os tipos que arranjei pelos sites de relacionamentos neste post aqui, contei sobre a agonia que é de não tocar o telefone depois de um encontro interessante...e assim por diante.

É que eu prefiro contar a parte engraçada da história.

A parte triste ficou comigo enquanto doeu e depois vira história aqui!

Qual a graça de contar para vocês que eu sofri, chorei, esperneei, gritei, mordi o travesseiro de raiva, engordei 5 quilos em duas semanas, mandei cartas anônimas, telegramas em meu nome e tomei fora?

Eu não acho graça contar a parte ruim, prefiro contar a parte boa, mesmo porque vocês me entendem e a maioria já passou por isto ou então conhece quem já passou...

Eu sou assim, não deixo ninguém quieto, gosto de brincar, dar risada e tirar barato das minhas coisas, melhor que tirar barato das coisas alheias e ser processado...não acham?

Também preservo o nome dos beliscos, nenhum nome aqui é o verdadeiro, se por acaso alguém se identificar, fazer o que? Significa que eu descrevi o sujeito exatamente igual ao que ele é!

Qualquer coisa é só falar um Cai Fora Deodora que eu entendo.
Eu penso assim! 
Desta forma eu faço outras pessoas rirem das minhas histórias e se identificarem, já disseram inclusive que minhas histórias são terapêuticas...tava até pensando em abrir uma sessão " Deodora também é terapia" com respostas aos leitores, mas dependo da opinião de vocês para isto.

De qualquer maneira, a vida só pode ser vivida se for na risada...senão ficamos amargos e isto é cruel!

19 de jan de 2012

Ano novo, beliscos novos...Parte II

Pessoal preciso contar para vocês a continuação daquela história do súdito...
Trocamos mensagens pela rede social, ele pediu para conversarmos por mensagem instantânea, não passei meu login e vou explicar por que.
Eu decidi que não faço mais isto!!!
Anotem e coloquem na cara do seu computador, note, tablet seja lá o que for.
Quando você fica sempre disponível para o cara em mensagem instantânea como msn, Skype, ICQ (sei la se ainda existe isto), google talk ou qualquer outro ele vai pensar 5 vezes ou mais antes de te ligar.
Tenho vários históricos assim, quando você fica disponível nestes programas o cara vai te convidar pra sair por lá, vai dizer que te achou linda por lá, vai te convidar para tomar café, comer pizza, ir ao aniversário da família dele por la e por fim, terminar com você por lá. Ou seja, eu não adiciono mais ninguém que não seja realmente amigo ou que more em outra cidade.
Quer me convidar para sair? Que me convide por telefone. Quer me achar linda? me ache ao vivo. Quer dizer que me ama, fale cara a cara, mesmo porque os históricos além de tudo podem ficar salvos e quando você se apega ao belisco em questão com certeza você vai rever estes históricos, vai querer avaliar o que ele disse com determinadas frases e isto dói e é um porre.
Para mim não dá mais. Então eu escolhi não adicioná-lo.
Falei que não gosto deste tipo de comunicação e prefiro telefone ou pessoalmente. Ele veio todo cheio de graça dizendo que eu tinha muita personalidade, que ele adorava isto e que ele também preferia o celular.
Todos os dias desde então ele mandava mensagens por celular e não foi uma mensagem apenas, foram várias...chegou a dizer que estava morrendo de saudade de mim.
Não sei se estou em versão 2012, mas para mim saudade a gente só tem daquilo que conhece e já viveu. Eu não vou ter saudade de quem eu nem conheço.
Para falar a verdade eu desencanei dele pela melação. Todos os dias mandando mensagens dizendo que eu sou maravilhosa e tal, sendo que a gente nem saiu? Topei sair com ele depois de todas absolutamente todas as minhas amigas dizerem que eu estava neste momento sendo sensata, mas que eu podia dar uma chance (sim, eu peço opinião das minhas amigas quando não sei o que fazer e sim, elas às vezes me convencem)
Sai com o sujeito súdito fofo chamado Wildebrando. É. Pedi para chamá-lo de Will, ele topou.
Ai gente, não deu não.
Meu pré-belisco não tinha assunto e só falava que eu era linda. Eu perguntava da vida dele e ele dizia que a vida dele era insignificante demais perante a minha beleza.
Aquilo foi ficando tão chato, tão chato, tão chato que eu comecei a dar risada e não parei mais...
Porque eu fiquei imaginando umas cenas como estas...
- Will, acho que eu estou passando mal!
" - Ah mas você é tão linda que até passar mal em você fica belo"
- Eu to achando que eu vou desmaiar, é sério!
" - O seu rosto desmaiado deve ser mais bonito ainda, pois é a beleza pura"
Já pensaram?
Tudo ele falava isto...qualquer assunto que eu começasse ele respondia da minha beleza.
Não parei mais de rir até a hora que chegou a conta para pagar.
Ele olhou, olhou, olhou, somou na calculadora do celular dele e falou que ficava "xx" reais para cada um
Olhei pra ele e falei:
- Ah eu sou tão linda que deixo você pagar!
Sai de lá e fui embora de táxi!
E tem mais, não parei de rir até chegar em casa...
CAI FORA DEODORA!!!!!

11 de jan de 2012

Feliz Ano Velho

Olá querida Deo!
Como disse antes, tenho bastante histórias que aconteceram...
E como acabamos de virar o ano, está é de 2007 para 2008...
O pessoal com quem eu tinha mais amizade na “firma” combinou de viajar para uma praia do litoral sul de São Paulo (Iguape, para ser mais exato) pois um de nossos amigos tinha um belo sítio em uma cidadezinha bem próxima chamada Pariqueraçu. Teoricamente, iríamos em três carros e aproximadamente umas 12 pessoas. Acabei não marcando mais nada para a virada de ano, pois o esquema era forte e algumas pessoas iriam solteiras, o que poderia proporcionar a possibilidade de “beliscas” (parodiando o termo que você sempre usa!) 
Passada a semana de Natal, começaram as baixas e no final da brincadeira, iriam apenas um casal (donos do sítio) e uma colega de trabalho. Aliás, esta colega seria uma bela belisca para a virada. Percebi que ali estava a chance perfeita para começar um novo ano nos braços de uma belisca master, tudo indicava que podia rolar uma comemoração explosiva, se é que vocês me entendem!
Iríamos numa quinta feira no período da manhã, então combinei que buscaria a possível belisca em seu apartamento. De lá, passaríamos até a casa deste casal de amigos e depois partiríamos para o sítio. Segue a conversa com a Joana (possível belisca)
"- Theo, que horas você passa em casa amanhã?"
- Jô, passo lá pelas 7:00 da manhã, pois ai chegaremos mais rápido lá no sítio para curtir o... Feriadão que está por vir!
"- Ok, Theo! Mas me liga quando estiver chegando pois no meu prédio não tem interfone e meu apartamento não é virado para a rua..."
- Fechado! Amanhã nos falamos! Beijos!
Combinado o horário, fui para meu apartamento para arrumar as malas: roupas de praia – que no universo masculino se resume a cuecas boxer, sunga (para usar debaixo da bermuda na praia) e bermudas, camisetas e regatas. Claro que um Havaianas zero bala e uma roupa mais maneira para o dia da virada. E uma nécessaire (é assim que se escreve isto?) com desodorante, um dos meus melhores perfumes, protetor solar, espuma de barbear, gel pós barba, lamina e claro, preservativos. Muitos, diga-se de passagem, afinal, após os fogos da meia noite, queria mais é que tivessem explosões madrugada, em outro local  com a Joana! Acordo, tomo banho, me barbeio, coloco uma roupa nova e descolada, coloco as malas no carro e lá vou eu buscar a Joana... Pego o celular e ligo (conforme combinamos) ... chama e ninguém atende – pensei – deve estar tomando banho. Vou seguir caminho e ligo quando estiver perto!
Dez minutos depois, ligo e nada... Continuo ligando e só chamava até cair na caixa postal. Chego na frente do prédio de Joana e não havia um ser na rua: não existia porteiro, portaria ou interfone (são prédios antigos do centro de São Paulo). Não ia ficar gritando o nome dela no meio da rua para ver se me ouvia pela janela. Nisto, o Thomaz (dono do sítio) me liga:
" - Theo onde você está?"
- Tô no meio da rua!
" - Então sai para não ser atropelado e me responde onde está!"  - ele me sacaneou ainda!
- Eu estou em frente ao prédio da Joana, ligando para ela e nada dela me atender
" - Vem pra casa, vamos tomar um café da manhã e depois a gente passa ai de novo para buscá-la"
Todo mundo estava ligando para a Joana e nada. Nenhum sinal de fumaça. De p da vida que eu fiquei comecei a ficar preocupado pois todo mundo pensa que alguma meleca aconteceu nesta hora. Frustrado, com a maior cara de bunda e tentando disfarçar que tinha entrado na maior roubada, pegamos o carro e fomos rumo a viagem frustrada de Theodoro! Bem, estávamos no meio do caminho, meu telefone toca e adivinhem quem estava ligando?
- Oi Jô, o que aconteceu? Está tudo bem com você?
" - Ai, Theo! Onde vocês estão? Me desculpe! Ontem a noite tive uma dor de dente horrível, fui atendida em um pronto socorro dentário e me deram um remédio super forte! Acabei apagando e não ouvi o telefone tocar e..."
- Jô, faz o seguinte: vamos parar o carro aqui no Posto x do Km y da Rodovia Z e te espero aqui e ai descemos com seu carro e...
" - Ah Theo... tenho medo de pegar estrada sozinha! Não vou conseguir, não tem como vocês voltarem?"
- Jô, estamos na metade do caminho. Não tem como...
" - Ok... Me desculpe! Vou abortar então a viagem, vou ficar aqui com minha irmã Joelma (sim, Joelma)... Feliz Ano Novo! Beijos!
- Grrrrr... Beijos...
Era o fim, já estava escutando o casal de amigos falar comigo da mesma forma que o Charlie Brown escutava sua professora no desenho do Snoop  "bla bla bla bla bla bla bla" e então sigo para a maior de todas as minhas viagens e prestes a protagonizar o melhor papel que qualquer ator poderia sonhar em ser:  a vela de um casal em pleno Ano Novo...detalhe recém casados!
Tem a segunda parte da história que foi o que aconteceu lá no local, mas isto conto outro dia. Até hoje me “belisco” para acreditar que aquilo foi verdade... Queria tanto que alguém naquela semana tivesse dito: CAI FORA, THEODORO!
É isto ai, beijos Deo!
Querido Théo, pode chamar de belisca ou petisco se você preferir, os dois significam a mesma coisa, agora dizer que seu kit de viagem é o universo masculino, eu discordo...o universo masculino não tem tantos detalhes como na sua mala, ou seja, você é um cara vaidoso! Isto é muuuuito bom e já ganhou pontos comigo...homem que leva cueca, uma camiseta e somente a escova de dente porque sabe que você vai levar a pasta e o sabonete é o fim!!!! 
Por favor, não me deixe sem saber o fim desta história!!!!
Bjs da Déo

4 de jan de 2012

Ano novo, beliscos novos, erros novos, tudo novo!!!

Todo ano a minha virada é pensando em algum belisco que por algum motivo apareceu no final do ano e me causou problemas... entenda problemas como dor de cabeça, ataque compulsivo no celular como se mexer no celular a cada 5 segundos fizesse ele ligar ou insônia agregada a chocolates...

E o pior é que eles escolhem quando vão aparecer, marcar território...eles devem pensar mais ou menos assim: " Hmmmm quem da minha lista que anda meia sumidinha, aaaah a Déo está um pouco sumida, ótima época para aparecer, final de ano, elas ficam mais carentes e sentimentais...vou aparecer" e aparecem!!


De 2008 para 2009 foi por conta deste ser que aplicava o mesmo golpe em todas, de 2009 para 2010 foi por conta do cantor xavequeiro, de 2010 para 2011 foi a história do cara da França e este ano: NADA, nadica de nada. 

Desta vez, já sabendo destes aparecimentos suspeitos de final de ano, fiquei bem esperta e simplesmente virei o ano totalmente disponível!! Nada de ex-beliscos, ex-casos sérios, ex qualquer coisa!
Só pensei no futuro, no que seria, qual a cara do próximo belisco. Até sonhei com ele na primeira noite do ano...ele é simplesmente uma delícia!!!! rs
E também tomei uma decisão queridos ex-beliscos: não quero mais beliscos do ano passado.
Quem conseguiu, conseguiu e quem não conseguiu, bau bau!!! Teve sua chance, não aproveitou? Não adianta comprar flores, mandar cestas de café da manhã ou pedir em casamento (ai...forcei agora) não vai adiantar! 
E por conta disto minha virada do ano foi muito divertida, porque de um lado estava a Melissa, menina sonhadora que espera o príncipe encantado, detalhe, ela acha que todos os caras que ela sai de fato esqueceram apenas o cavalo branco, mas agora ela está apaixonada por Otávio. Otávio é um cara que sai com ela quando ele quer, some por meses e aparece dizendo que eles ainda podem dar certo. E ela acredita.
Do outro lado temos a Gaby que já passou por todas as opções sexuais, todas as crises existenciais, tudo o que se pode imaginar e agora está apaixonada por um homem normal, que tem uma namorada normal, que quer casar com esta namorada normal e que disse para a Gaby esperar por ele porque um dia pode até ser que ele se apaixone por ela, mas por enquanto ele tem os planos de ficar com a atual namorada e construir família e a Gaby espera.
Por conta disto cheguei a uma conclusão: eu sou muito tonta quando gosto de alguém...gente eu fico falando do cara sem parar, eu fico enchendo a paciência das pessoas, vocês tem noção? 
Eu fico lendo e re-lendo torpedos trocados de uma semana, lendo os históricos, as respostas deles, dando ênfase para cada emotiocon que o cara postou, questionando cada vírgula do cara para meus amigos e isto é muito chato.
Cada resposta ou não resposta eu pergunto - você acha que este "rs" que ele mandou significa somente um riso ou quer dizer que ele concorda com tudo o que eu mandei antes e ele acha que eu também sou a pessoa que ele sempre quis na vida dele?
A resposta é tão clara quando não é com a gente ne?
Me senti a amiga sem paciência e também me senti a mulher bem resolvida! É sério, este ano Deodora Fonseca Mendonça não irá mais se abater e os casos aqui serão de sucesso total! 
Mas aproveitando que eu to aqui contando para vocês a descoberta do ano novo, preciso de uma opinião de vocês:
Na volta para casa eu acabei fazendo amizade com um vizinho de carro, ele ficou do meu lado conversando comigo e pediu meu telefone. Eu dei meu nome completo e falei para ele 
- Se quiser me achar meu nome é este. Homem para mim tem que correr atrás!
" - E mulher para mim tem que ser difícil" 
- Até breve ou até nunca mais...
" - Até amanhã Deodora" 
E não é que o cara me achou numa rede social e já me adicionou??? 
Mandou assim: 
" Deodorinha querida, seu sorriso foi inesquecível, eu sabia que este ano as coisas seriam diferente. Era você que faltava na minha vida...que tal conversarmos mais sobre isto? Beijão, seu súdito :D "  
Preciso da opinião de vocês: será que ele quis dizer que sentiu algo diferente por mim ou será que ele tá só brincando e querendo fazer uma graça hein???? rssss