11 de jan de 2012

Feliz Ano Velho

Olá querida Deo!
Como disse antes, tenho bastante histórias que aconteceram...
E como acabamos de virar o ano, está é de 2007 para 2008...
O pessoal com quem eu tinha mais amizade na “firma” combinou de viajar para uma praia do litoral sul de São Paulo (Iguape, para ser mais exato) pois um de nossos amigos tinha um belo sítio em uma cidadezinha bem próxima chamada Pariqueraçu. Teoricamente, iríamos em três carros e aproximadamente umas 12 pessoas. Acabei não marcando mais nada para a virada de ano, pois o esquema era forte e algumas pessoas iriam solteiras, o que poderia proporcionar a possibilidade de “beliscas” (parodiando o termo que você sempre usa!) 
Passada a semana de Natal, começaram as baixas e no final da brincadeira, iriam apenas um casal (donos do sítio) e uma colega de trabalho. Aliás, esta colega seria uma bela belisca para a virada. Percebi que ali estava a chance perfeita para começar um novo ano nos braços de uma belisca master, tudo indicava que podia rolar uma comemoração explosiva, se é que vocês me entendem!
Iríamos numa quinta feira no período da manhã, então combinei que buscaria a possível belisca em seu apartamento. De lá, passaríamos até a casa deste casal de amigos e depois partiríamos para o sítio. Segue a conversa com a Joana (possível belisca)
"- Theo, que horas você passa em casa amanhã?"
- Jô, passo lá pelas 7:00 da manhã, pois ai chegaremos mais rápido lá no sítio para curtir o... Feriadão que está por vir!
"- Ok, Theo! Mas me liga quando estiver chegando pois no meu prédio não tem interfone e meu apartamento não é virado para a rua..."
- Fechado! Amanhã nos falamos! Beijos!
Combinado o horário, fui para meu apartamento para arrumar as malas: roupas de praia – que no universo masculino se resume a cuecas boxer, sunga (para usar debaixo da bermuda na praia) e bermudas, camisetas e regatas. Claro que um Havaianas zero bala e uma roupa mais maneira para o dia da virada. E uma nécessaire (é assim que se escreve isto?) com desodorante, um dos meus melhores perfumes, protetor solar, espuma de barbear, gel pós barba, lamina e claro, preservativos. Muitos, diga-se de passagem, afinal, após os fogos da meia noite, queria mais é que tivessem explosões madrugada, em outro local  com a Joana! Acordo, tomo banho, me barbeio, coloco uma roupa nova e descolada, coloco as malas no carro e lá vou eu buscar a Joana... Pego o celular e ligo (conforme combinamos) ... chama e ninguém atende – pensei – deve estar tomando banho. Vou seguir caminho e ligo quando estiver perto!
Dez minutos depois, ligo e nada... Continuo ligando e só chamava até cair na caixa postal. Chego na frente do prédio de Joana e não havia um ser na rua: não existia porteiro, portaria ou interfone (são prédios antigos do centro de São Paulo). Não ia ficar gritando o nome dela no meio da rua para ver se me ouvia pela janela. Nisto, o Thomaz (dono do sítio) me liga:
" - Theo onde você está?"
- Tô no meio da rua!
" - Então sai para não ser atropelado e me responde onde está!"  - ele me sacaneou ainda!
- Eu estou em frente ao prédio da Joana, ligando para ela e nada dela me atender
" - Vem pra casa, vamos tomar um café da manhã e depois a gente passa ai de novo para buscá-la"
Todo mundo estava ligando para a Joana e nada. Nenhum sinal de fumaça. De p da vida que eu fiquei comecei a ficar preocupado pois todo mundo pensa que alguma meleca aconteceu nesta hora. Frustrado, com a maior cara de bunda e tentando disfarçar que tinha entrado na maior roubada, pegamos o carro e fomos rumo a viagem frustrada de Theodoro! Bem, estávamos no meio do caminho, meu telefone toca e adivinhem quem estava ligando?
- Oi Jô, o que aconteceu? Está tudo bem com você?
" - Ai, Theo! Onde vocês estão? Me desculpe! Ontem a noite tive uma dor de dente horrível, fui atendida em um pronto socorro dentário e me deram um remédio super forte! Acabei apagando e não ouvi o telefone tocar e..."
- Jô, faz o seguinte: vamos parar o carro aqui no Posto x do Km y da Rodovia Z e te espero aqui e ai descemos com seu carro e...
" - Ah Theo... tenho medo de pegar estrada sozinha! Não vou conseguir, não tem como vocês voltarem?"
- Jô, estamos na metade do caminho. Não tem como...
" - Ok... Me desculpe! Vou abortar então a viagem, vou ficar aqui com minha irmã Joelma (sim, Joelma)... Feliz Ano Novo! Beijos!
- Grrrrr... Beijos...
Era o fim, já estava escutando o casal de amigos falar comigo da mesma forma que o Charlie Brown escutava sua professora no desenho do Snoop  "bla bla bla bla bla bla bla" e então sigo para a maior de todas as minhas viagens e prestes a protagonizar o melhor papel que qualquer ator poderia sonhar em ser:  a vela de um casal em pleno Ano Novo...detalhe recém casados!
Tem a segunda parte da história que foi o que aconteceu lá no local, mas isto conto outro dia. Até hoje me “belisco” para acreditar que aquilo foi verdade... Queria tanto que alguém naquela semana tivesse dito: CAI FORA, THEODORO!
É isto ai, beijos Deo!
Querido Théo, pode chamar de belisca ou petisco se você preferir, os dois significam a mesma coisa, agora dizer que seu kit de viagem é o universo masculino, eu discordo...o universo masculino não tem tantos detalhes como na sua mala, ou seja, você é um cara vaidoso! Isto é muuuuito bom e já ganhou pontos comigo...homem que leva cueca, uma camiseta e somente a escova de dente porque sabe que você vai levar a pasta e o sabonete é o fim!!!! 
Por favor, não me deixe sem saber o fim desta história!!!!
Bjs da Déo

Reações:

6 comentários:

PQP! O Théo é melhor que a Isabel cara! Vou ser obrigada a contar mais uma para fazer essa disputa ficar interessante!
Passei mal de rir!
Muito boa históriaaaaaaaaaaa!
Théozinho, a Isa ta aqui, solta na vala!
Belisco! Vem que tem!
Hahahahah

Nossa. Ficar de vela ninguém merece.
É muito chato quando o casal já tem um tempo juntos, imagina quando são recém casados...
Quero saber o resto da história.
Bjs Théo e Déo !

Olá meninas! O resto da história é para fechar com chave de ouro o final de semana "perfeito" (?) que este cara aqui teve naquele ano!

E Isa... Sou belisco ou petisco?

hahaha!!!!

Beijos!

Isa...demorou para contar para Déo uma nova história... rs

Priii eu decidi uma coisa na minha vida...não sou vela sou castiçal que é bem mais chique! rsss

Théo...mande a continuação sim...as meninas ficaram ansiosas!

Bjs da Déo!

PUTZ!!! Que furadaaaaaaaaaa!!!

Essa foi sacanagem!! Mas quero saber logo a continuação, se deu bem no final?!

Putz que saída uôô !
Xô ziquizira! hahaha
Devo imaginar como foi a ida na viagem uma tremenda 'merrrda' hein.. os amgos lá no maior love e vc de vela se sentindo a última pessoa do mundo que devia estar ali kkkk.. Ateeé o final o que aconteceu lá? Também queroooo sabeeeer! Apareceu uma nova beliscaaa?? ( ô eu curioooosaaa ) kkkkkk