15 de fev de 2012

Déo ao "Léo"

Faz tempo...
Estava numa balada bem conhecida quando ele entrou: não era lindo, aliás era totalmente fora dos meus padrões, era mais magro do que tudo (um sopro e ele voaria de lá), era bem mais alto que eu, cabelo preto jogadinho e olhos verdes. Não, os olhos verdes não faziam dele nenhum modelo internacional, mas eu vi e pensei  " é ele "
Pausa: mulheres quantas e quantas vezes dizemos " é ele " e realmente é?
Eu posso falar por mim, na maioria das vezes é ele que vai acabar com a sua sanidade e alegria em poucos dias rs...
Ele veio falar comigo...
Na época ele estava com 28 e eu com 23, ele tinha acabado de terminar um relacionamento longo e dizia que não estava mais na vida para "brincar", que ele tinha 28 anos e não 18 e que queria um relacionamento de verdade. E que eu era uma mulher muito madura para a idade que eu tinha e que ele tinha se encantado...
Claro que ficamos juntos a noite inteira e eu já querendo juntar o sobrenome meu com o dele para ver se ficava bonito: Deodora Fonseca Mendonça Rosmaninho, é fica pomposo!
Trocamos telefone, ele me ligou, começamos a sair todas as semanas: para jantar, para dançar, para tomar um chope, para outras coisas...e eu achando que "era ele"
Isto foi por um mês mais ou menos...
Depois disto o de sempre...sumidinha básica, caixa postal no celular, chama e ninguém atende, torpedos não respondidos e isto que eu não mandava torpedos sempre não, eram poucas vezes. De cada três contatos meus, apenas um era respondido de alguma forma...bem tosca!
Fui desencanando a forceps desta situação!
Por conta disto, convenci a Bianca e a Fabi a saírem da pós no sábado a tarde e irem comigo pra praia para voltarmos no domingo, mas deixei bem claro:
- Quero esquecer que o Leonardo existe!!!!!
Fomos para o Guarujá e ficamos na casa da Bianca...rodamos todas as baladas que tinham naquela época, todas miadas e eu falando várias vezes:
- Vou em todas menos na balada X
" - Déo, mas todas as baladas estão miadas porque todo mundo está na balada X"
Até que eu me rendi
- Tá, ta bom, vamos na balada X
Assim que eu entrei eu disse que queria ficar em qualquer lugar menos no mezanino, mas a Bianca avistou um belisco e nem me esperou falar, foi correndo para o mezanino. Para a gente não se perder fomos também. (vocês perceberam que o que eu falo não vale de nada né?)
Chegando no mezanino quem eu vejo?
Léo!
O cara estava completamente bêbado e a parte que eu vi parecia que ele estava acompanhado.
Não tive dúvidas, fui perto dele e misteriosamente a hora que ele me viu a menina sumiu
" - Déo, o que você está fazendo aqui?"
- O mesmo pergunto a você!
" - Linda que bom te ver"
Uma lição para a vida inteira: jamais discuta com bêbado! Jamais! Mesmo que este bêbado seja o cara que você garantiu para você que "é ele" e não permita que ele fale cuspindo em você...
Naquele dia eu não tinha esta sabedoria e perdi metade da balada discutindo e tomando banho dele.
Vou fazer um resumo do que é discutir com bêbado. É assim:
- Léo desde quando você está aqui? Eu estava em SP te liguei várias vezes e você nem para me retornar uma ligação!
" - Déo, que saudade, você viu que a nossa músssssssssssssica tá tocando?" (cada "s" é um banho em cima de você)
- Você está me ouvindo?
" - Déo você complica as coisassssssssss, era para as coisasssssssss serem mais fáceis, mas não, você vem para cá e complica as coisassssssssssss, é falta de matuuuu tuuuu idade"
- O que?????????? Falta do que? Por acaso eu sabia que você estava aqui?
" Olha dessssssssssssssssse jeito não dá, vamos acabar tudo de uma vezzzzzzzzz, você é possessss posssessssssseeee possiva"
- O que???
"  - Possessiva! "
- Possessiva? Não, não precisa repetir eu já entendi e se você repetir o banho será cruel, tem muito "s" aqui!!!!
" - Você bebeu Déo?"
Sai de lá porque a Bianca estava quase sendo engolida por um bombadão e a Fabi estava muito p. da vida porque estava há vinte minutos esperando a gente pra ir embora.
Larguei o Léo e suas cuspidas, mas quando olhei para trás misteriosamente aquela mesma menina apareceu novamente ao lado dele
É claro que não me conformei de ter saído de São Paulo para esquecer que ele existia e simplesmente dar de cara justamente na balada que eu não queria ir. Isto é sinal?
Não, isto não é sinal isto é uma placa luminosa enorme que Deus nos dá às vezes para a gente aprenda que certas pessoas não merecem metade da nossa devoção ou atenção...
Claro que hoje eu dou muita risada, mas deodorenses queridos: prestem atenção aos sinais ou vocês ficarão ao léu!

Reações:

6 comentários:

Textoooooooooo shoooow!
Super 10!
Como todos os outros!
Já curto demais!

Eu me preocupo mais quando um homem diz que quer "algo sério" do que quando eles deixam claro que só querem curtir.Parece que quanto mais você precisa se livrar de um pensamento mais ele fica martelando na sua cabeça. Quando esse pensamento esta ligado a uma pessoa, eleve essa "martelação" a décima potencia. Intuição é foda.

Gaby valeu pela divulgação viu?
=D

Dayana você tem toda razão: é mais preocupante quando um cara diz que quer algo sério do que quando dá a entender que é só curtição...

Volte sempre!

Bjs da Déo!

Hahahaha adorei a explicação do "S".
Niguém merece esse tipo, o problema maior é q eles fazem tão bem o papel do bom moço, q a gente acaba cedendo e acreditando.. E por mais q suma, não retorne, não atenda.. Sempre achamos q tem um pq nisso.. Qualquer motivo, menos q o cara num vale nada.

Beijus

Mulherada temos que fazer o mesmo com eles? Sim ou não?

Bjs da Déo

Que enrascada alias mais do que isso que enroscoooo!! Uma vez quuuase, por muito pouco não passei por isso mas me contive e saí a francesa mantendo a mente fria querendo que na verdd queria matar um kkkkkk
Concordo com a dayana.. mas costumo dizer um clichê que li em algum lugar: “Amo a liberdade, por isso deixo as coisas que amo livres. Se elas voltarem é porque as conquistei. Se não voltarem é porque nunca as possuí”.. isso explica tudo né?

Beijo