10 de abr de 2012

Como nos filmes, Déo mocinho Ogro!

Um amigo meu decidiu que precisava me apresentar alguns amigos dele...
"- Déo, eu acho que você combina com dois amigos meus: o Flávio e o Augusto"
- Sei Paulo..continue, porque eu estou esperando o "mas"
" - mas o Flávio não é daqui é de Mato Grosso do Sul, ele está aqui e vai ficar até maio do ano que vem (estávamos em janeiro do ano passado) e o Augusto, bem o Augusto é bonitão, é todo simpático, trata as mulheres muito bem, mas tem um problema ele fuma muito e é a única coisa que ele não abre mão, mesmo que a mulher não goste!

O Paulo me conhece praticamente desde o berçário e ele sabe que a única coisa que eu não abro mão é do sujeito não fumar ou fumar bem pouco, eu não suporto cigarro, se eu quiser beijar um cinzeiro, eu pego um e beijo (não significa que nunca fiquei com um fumante)
- Paulo, vamos começar pelo Flávio, quando der você me apresenta ele...
Um dia o Paulo me chama para um barzinho e eu fui. Quem estava lá?
Não só o Flávio como o Augusto!

Realmente o Augusto era tudo aquilo e ainda mais, e o Flávio, bem, o Flávio tinha um jeito puxado de quem é do interior de São Paulo (que pelo visto é sotaque parecido de quem é do Mato Grosso do Sul, puxa uns "porrrta" "porrteirraa") e era muito engraçado! Adoro quem me faz rir, muito mais do que quem desfila com um cigarro ao meu lado.

Ficamos conversando e rindo a noite inteira e claro que ficamos.

O Augusto? Não sei, até a hora que eu vi estava conversando com uma menina e beijando váaaaarios cigarros.

Bom, de lá do bar resolvi convidá-lo para dormir aqui no flat, já que eu tinha me simpatizado demais com ele!

Assim que chegamos ele foi tirando a roupa dele e largando pelo flat: calça no chão da sala, camiseta no corredor indo para o quarto e meias no caminho...(não, não estávamos ainda no clima caliente que vai tirando a roupa e andando pela casa sem se esbarrar em nada como em filme, estava apenas apresentando o flat para ele)
Eu fui catando tudo o que via largado pelo caminho...
Pegou uma toalha que estava no banheiro, fechou a porta e disse " - vou tomar um banho tá?"
Retirado do Blog Quem não casa também quer casa
- ................(cinco minutos depois eu respondi) tá!

Tentei aparentar que as coisas estavam tranquilas, mas acho que não consegui ser tão fofa assim...

Dormimos, acordei depois dele e para a minha surpresa ele já estava na cozinha (não, também não estava preparando meu lindo café eda manhã  colocando numa bandeja com uma flor como nos filmes) ele estava escolhendo o que ele ia comer. 

Abriu geladeira, pegou meus pães, frios, geleias e afins, fez um sanduichão de sei lá o que exatamente e de lá mesmo começou a berrar:
" - Déo, por que você não tem manteiga com sal? "
Entre responder um "vai comprar" e um "porque não" resolvi ficar com a segunda opção!

Ele tomou seu café da manhã reforçado, voltou para a cama, veio para cima de mim, mas ai negão, a coisa não flui. 
Dei uma desculpa, falei que ia tomar banho, demorei mais tempo do que o normal no banho me chicoteando e auto-flagelando me perguntando que ideia foi esta de convidá-lo para dormir em casa!

Saí do banho e ele estava se arrumando...disse que estava cansado da noite e que queria que eu o levasse até o aeroporto porque ele tinha que voltar para casa aquele dia. Ele não pediu por favor para eu levá-lo, ele disse que queria que eu o levasse para o aeroporto aquela hora.
Eu levei!

Sim, levei porque eu queria mandar ele passear logo...levei porque se eu dissesse o que estava pensando eu ia ser muito grossa...(sim, eu também sou grossa e ai prefiro ficar calada)

Ele foi embora, continuou em contato comigo, mas realmente eu não me senti à vontade com o espaço que ele ocupou em casa...

Até fiquei me perguntando se eu tinha sido muito chata, sei lá tempos modernos, "open your mind", " liberté, égualité, fraternité" e tudo mais.

Cansei de ouvir meus amigos dizendo que sou exigente.

Pára tudo!

Como eu posso ser exigente? Vocês chegaram a dar uma lida neste blog com calma?
Posso citar somente uns três casos agora: Déo se seus tiposSeboso e Eu nunca Déosisto e vocês tiram suas conclusões...

Porém, mesmo assim tentei relevar o espaço tomado pelo Flávio e considerar que ele era divertido, mas depois de um mês ele mandou uma mensagem que estava com saudade da mordomia que ele teve na "nossa" casa...

Ai meu bem, invadiu o meu espaço, tomou conta do pedaço como se fosse dono: Cai Fora Deodora!

Reações:

13 comentários:

Que folgado.
Devia ter mandado ele para a lua com passagem só de ida.
Assim ele não seria folgado com mulher mais nenhuma.
Cai fora Déo, ou melhor, manda ele cair fora de sua casa...

Olha... Esse foi realmente folgado! Nem Maridon, que divide casa comigo ha anos, não faz isso!

Como você aguentou não falar nada?

Hahahahaahaha Ai Deo, eu me lembro perfeitamente desse cara, na época eu pensei a msm coisa, mas como vivem me falando pra abrir a mente, eu fiquei de boca fechada... Mas sinceramente ng merece um espaçoso assim né?

Bjuuus

Querida Déo...

Concordo que o cara foi um grande pé no saco (ou seriam DOIS pés?), afinal coisa que menos suporto é invadir meu espaço também. Aliás, isto não é exclusividade masculina não! Tem mulher também que é assim e se eu te contar, vish... Vai ficar boquiaberta!

Anônimos Beijos!

Priii, nunca mais voltou (pelo menos) e acho que agora não da para voltar mais mesmo!

Luana...pois é, tem coisas que só acontecem comigo MESMO! rs

Lilika, você também passou por algo semelhante?? kkkkk que coisa hein?

Anônimo Monossilábico...sei la viu...já que você é mocinho e tá dizendo isto eu vou acreditar!!

Bjs da Déo!

Here i am! =)

Déo,

Esse tipo de homem tem aos quilos, toneladas, bandos! Tem que saber decifrar e barrar mesmo! São os que mancham a classe!!! Porrada nele!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk



Beijãooooooooooooooooooo, sua linda!
Undívago - The Rocket Man...

Hahaha Não Déo, me expressei mal.. Lembro da situação q vc passou! Eu achei o cara extremamente folgado, mas ñ quis falar pra vc na hora, entendeu? rs

Lilika

Undivago...agora que eu já percebi vou reparar nos sinais assim que eles começarem...ou seja, antes de chegar em casa! rs

Bjs da Déo

Putz, será que só eu fico me perguntando: De onde saem esses folgados?
Sinceramente, independente de onde eles vem, todas nós queremos que eles vão pro mesmo lugar: HELL!
Cai fora mesmo Déo!


Mais uma vez, amooo as histórias do blog e amo ainda mais quando vc me avisa no Twitter que tem texto novo! rsrs

Quando passo por aqui, quando te visito e quando leio e releio seus episódios... entendo o porque que eu ainda estou sozinha, acho que sem querer querendo ando caindo fora de muitas encrencas

Obrigada por me fazer compreender! Se blog é terapeutico, levanta minha auto estima pra caramba kkkkk

Abraços,
JU

Ju, eu não sei se eu fico feliz por você estar CAINDO FORA ou se eu fico triste por eu ainda não estar me ligando e caindo fora a tempo! kkkkkkkkkkkkkk

Obrigada pelos elogios rss

Bjs da Déo

Geente folgado, é Déo acho que ele estava querendo mais um lugar pra dormir, 'SÓ!'
Meeenina que fulaninho heein (eu ri uns bons bocados aqui imaginando a cena)
No ponto de ser grossa também prefiro ficar calada..Se vê ele pela rua até troca de calçada e finge que não conhece, cai fora deodooooora!


Já estava com saudades dessas histórias daqui do blog :D
Bjs

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Ninguém merece!