20 de jun de 2012

Tira, põe, deixa ficar...

Você tem uma história divertida para contar?
Mande sua história no caiforadeo@gmail.com que eu conto!
Hoje a história da Isabel, leitora assídua do blog!


Déozinha sua linda!
Nem só de frustrações vive Isabel.
Passei por muitas e ainda tenho passado, mas por estes dias ganhei um presente! E que presente!
Fazia mais de 1 mês que eu e muitos amigos estávamos esperando pela fatídica noite, tínhamos marcado uma balada imperdível e eu corria o risco de encontrar meu ex lá.

Não é um ex qualquer tipo meia boca, na verdade era um ex noivo de 6 anos de relacionamento com direito a vínculo eterno (filho) e tudo. Pacote completo! 
Já estava me preparando para todos os sintomas que você mencionou neste texto aqui. Resumidamente eu tomei um chifre do bonito naquela época e ele está com a dita até hoje.
Sai do trabalho às 18:00 em ponto, atravessei a cidade no maior trânsito, cheguei em casa em cima da hora para me arrumar e sair as 22:00hrs: banho, cabelo, maquiagem, vestidinho. (mentira, não foi rápido assim, foram uns 35 vestidinhos...)

Fui! E fui maravilhosa! Não faço o tipo MULHERÃO, mas chamo a atenção por alguns traços fortes que possuo. (prefiro não comentar)
Enfim, esquentinha na porta da balada, cervejinha, vodiquinha, galerinha, coração na boca, mãos geladas, etc quando de longe eu vejo el. O nosso radar é fogo para localizar ex-beliscos importantes!
Cutuquei minha amiga e disse: O Gui esta aqui.

Achei que eu fosse morrer, ter frio na barriga, quase fui de fralda. 
Sabe o que eu senti? NADA.
Juro, nadica de nada, ver meu ex com a namorada foi como ver padeiro me entregar o pão na padaria. Normal.
Imagem retirada do Blog Taipan domesticada

Ele me disse: "Oi tudo bem?"
Sorri e disse:  Tudo e você? 
Na cara da dita nem olhei né. Num ia dar chance.

Mas não tinha acabado ainda. 
Fomos para a fila: Meninas de um lado – meninos do outro.
E ela bem na minha frente.
Ai eu reparei!

Olhei meeesssssmo!

Se eu soubesse que a troca era essa, teria economizado rios de lágrimas!

Menina feia, sem postura, vulgar, mal vestida. 
Decote nas costas + sutian aparecendo = OVER.
Eu não sou mala! Juro. Sei reconhecer uma mulher bonita.
Mas ali nada salvava.
No começo da noite com o cabelo escovado estava até apresentável, mas na metade da nigth desmontada pensei: Que troca em hein bebê? Quem perdeu foi você!

Algumas mulheres podem achar pior perder para uma mal acabada, mas eu não acho. 
E quer saber? Ele agora tem o que realmente merece!

E me diverti muito!

Eu não vi, mas minhas amigas disseram que os 2 não tiravam os olhos de mim...feio eu não fiz, já eles...


Isabel, Deodorense querida...sei que na vida certas situações são realmente complicadas. Te achei madura, firme e segura. É isso ai, quem te fez chorar agora pode estar é chorando por ver o que perdeu. Ou não. Pode estar simplesmente vivendo a vida dele, o importante é que você superou e ficou com a melhor parte dele: um filho!!!!
Bjs da Déo!

Reações:

3 comentários:

Certíssima Isabel!!! =D
Força na peruca e não deixa esse gostinho da vitória passar!!!
=D

Ainda tento entender esta história de ex...

Sempre que tive relacionamentos, e olha que foram de montes, nunca me preocupei se a ex vai ou não estar em determinado local que eu estou. Aliás, acho que apenas duas "exes" que ví acompanhadas de seus respectivos, mas que de "exes" se tornaram amigas minhas! Aliás, uma delas namorou um grande amigo meu (depois de mim).

Acho que, apenas opinião anônima deste anônimo que vos escreve, devemos nos preocupar mais com (usando clichê) nossa grama que com a grama alheia.

Escolhas... a vida é feita de escolhas e cada um faz a sua! Se foi preterida, bola para frente pois a vida é curta demais para se desperdiçar tempo com quem passou por nossas vidas e não voltam mais...

Déoooooooo!

Presente! Tô aqui! =)

Já vi isso acontecer, raras as vezes, mas vi e do lado do homem. Amigo meu, trocou um pedaço, não, o próprio mau caminho em forma de mulher, por uma mera mortal!

Num barzim que fomos os 3 (eu, ele e a atual), a ex dele estava lá (trabalhava ali perto). E não é que ela veio falar conosco?! E pior, como eu tava só com o casal, a danada ficou um tempo na nossa mesa, me fazendo companhia até chegarem as amigas dela (eu a conheci quando eles namoravam ainda).

E tem mais, quando chegaram as tais amigas, ainda me arrastou pra mesa delas, dizendo:

- Vem, Undívago! Vem conosco pra não ficar de vela aí com "esses dois"!

(Silêncio morta, olhares de raios lazer se cruzando igual a luta com sabres de luz dos Jedi)

- Bora! (respondi) Tchau Crianças, divirtam-se que vou também! (e saí)

Preciso nem dizer que perdi o amigo, mesmo jurando que não fiquei com a ex dele e coisa e tal? Se bem que vontade não faltou! kkkkkkkkkkkkkk



Beijo grandeeeeeeeeeee!
Undívago - The Rocket Man...