27 de jul de 2012

Perdi meu amor

Esteve rolando por algumas semanas um vídeo intitulado "Perdi meu amor na balada"...é a história de um sujeito na faixa dos 30 anos, bonitão, bem arrumado, que sabe se expressar muito bem e que neste depoimento diz que conheceu na balada uma mulher linda chamada Fernanda, ficaram ele anotou o telefone dela no papel só que perdeu o papel e sendo assim, ele perdeu o contato e ficou desesperado atrás dela.

Depois deste vídeo ele fez outro como se tivessem avisado a ele que encontraram a tal da Fernanda e a suspeita era ela trabalhar numa loja na Oscar Freire. Ele vai até a loja com flores. Há um equívoco, ela não trabalhava onde ele foi e ele sai deprimido e revoltado...

Por fim, surge o filme contando a história toda e apresentação do produto em questão, um novo celular!

O ponto que eu me atentei não chega no produto e sim nesta iniciativa se ela fosse real.

O vídeo foi visto por milhares de pessoas, a maioria mulheres e homens românticos dando força para a iniciativa, desejando sorte para a busca de seu grande amor...

Alguns poucos tiraram sarro, falaram que ele era bobo por ter se apaixonado logo de cara e tal, mas o que importa é: as pessoas acreditaram nisto!!!!!

Acreditaram ser possível um cara apaixonado se expor na net para dizer que estava procurando desesperadamente seu amor.

Amor!!!!



Na era do amor líquido, onde as pessoas cada dia mais estão buscando velocidade em tudo, seja nas notícias, nas tecnologias, nas relações que são menos românticas e muito fugazes, há uma comoção diante desta situação.

Se isto encorajasse as pessoas a admitirem o que sentem umas pelas outras, seria bem legal.
Já pensou se a moda pega?

Quantas vezes me deu vontade de sair procurando aquele cara super divertido, que dá liga, lindo?

Por que há esta ausência de coragem nos dias de hoje?
Eu sou a favor desta iniciativa, mas não como um marketing viral e sim sendo realmente uma vontade...
 
Aproveitando, Danilo se você se deparar com este post no mundo virtual...nos conhecemos no feriado de Corpus Christi numa baladinha perto da sua casa...você pegou meu telefone, mas se assustou quando eu disse a minha idade...só porque você é novinho!    :(
 

Reações:

6 comentários:

Já tinha muita gente desacreditada no tal amor - diziam que era marketing - pelo comentarios do video dava pra perceber e quem acreditou e agora? Acho que deve ter gente que se decepcionou, por ver que isso realmente nao acontece na vida real. Eu com boa desacreditadora, desde de o começo já achei muito estranho e exagerado para alguem que se achou na balada.

Adorei o seu apelo no final do texto kkk, vamos fazer uma nova campanha #DaniloligapraDeo

Garota invisível...amei a campanha rsssssssssssss vamos tentar

Na verdade o que a gente nunca pode é desacreditar...

Bjs da Déo

Pode deixar, se eu encontrar com algum danilo eu pergunto se ele conhece alguma Deodora.
Adorei seus textos, encontrei o blog essa semana por acaso e engoli quase todos os posts nesse fim de semana pra não encher a caixa de mensagem do meu amigo "homem perfeito" que fui fazer a imbecilidade de me apaixonar.
mas eu não sabia, nem ele sabia. devia ter desconfiado das músicas da lady gaga... hahahaha
Andréia

Andréia já posso dizer que meu blog alivia sintomas de compulsões de ligações para "homens perfeitos" ou não...

Menina que roubada! Homem perfeito é perfeito demais...(ja me apaixonei também)

Volte sempre
Bjs da Déo

Déo! Saudadeeeeee!

Já perdi uma menina assim, nos idos de 99. Tinha separado a pouco e estava na lona (tu já leu isso em outro lugar), quando conheci num barzinho aqui no Rio chamado Bastidores, um anjo lindo caído lá do céu!

Logo que chegamos trocamos olhares, torpedos e por fim palavras! Me apaixonei fulminantemente! Depois beijos, carinhos e telefones! Mas como eu estava pra lá de Bagdá, bebi igual a um gambá, perdi o diabo do papel (lavei a calça com ele no bolso)! QUE ANTA!!!!

Depois disso, voltei no mesmo local umas 200.000 vezes! Não contente com isso, procurei em barzinhos perto dali... E nada! Destino ingrato! Era minha "tinha-tudo-para-dar-certo" alma gêmea... Não me perdoei por séculos!

Moral da histótria, acredito que um lampejo de química ou choques na alma assim, devem ser perseguidos a quase todo custo!

Quase, desde que não se exponhas tanto, pois podemos ser confundidos com uma mera propaganda ou pior, ridicularizados por um bando de coiotes digitais sem coração, usando isso como auto promoção.



Beijão em carne, osso e bytes!
Undívago - The Rocket Man...

Ahhh eu achei super fofo o vídeo tb!! quem não queria isso de fato na vida real?! Eu super admiro aquelas pessoas que se casaram com seus primeiros e únicos namorados(as) nos dias atuais, não na época de mamãe. Pow imagina, hoje em dia, realmente é muito amor...

Bjs Laly