29 de ago de 2012

Alguém tem que ceder...

Semana passada estava conversando com um amigo que se casou recentemente (foi um casamento muito rápido, se conheceram e em 6 meses casaram sem dúvidas, sem questionamentos, sem gravidez, puro amor!)

Ele era o solteiro típico antes de conhecê-la: jogava xaveco em todas as mulheres, saia com uma na segunda, outra na terça, outra na quarta e assim sucessivamente, mas assim que se apaixonou por ela, parou tudo!!!
Falou que não queria saber de ninguém mais...
Eu achei um pouco estranho, mas ele mudou de comportamento. Começou a ser mais distante da mulherada e eu comecei a achar que a história de paixão era pra valer!

Eles se casaram faz dois meses...
Semana passada encontrei com ele e fiz a seguinte pergunta:

- Jonhy, como vai o casamento?
" - Ah Déo, tá legal - e soltou um sorriso meio de lado 
- Não entendi este seu sorrisinho
" - Ah meu, eu to gostando do casamento, só não gosto da parte que tem que ceder..."
- Mas é justamente a parte do "ceder" que é feito o casamento!!!!
" - risos ...mas tá legal Déo, tá legal..."
Imagem retirada do site Portal do Casamento


Eu ri muito porque ele falou isto espontaneamente. 


E eu fiquei pensando...estamos em 2012 e ainda temos aquele pensamento do amor e uma cabana?
O que as pessoas pensam do casamento? 
O que todos nós pensamos que seja o "tal" do casamento? 

Eu não sou casada, conheci beliscos promissores, beliscos desinteressados pelo assunto e beliscos totalmente fora de cogitação, mas não espero que o fato de casar "pluft" a vida muda.

Não acho que uma aliança muda caráter e perfil de ninguém, não acho que a minha vida vai ser maravilhosa por conta disto. Acho que a minha vida já é maravilhosa e compartilhar esta alegria é bem bacana, mas viver para isto já não acho.

Conheço pessoas que casaram, vivem bem e aquelas que só não se separam por questões financeiras...


Alguém sempre tem que ceder para que a convivência se torne no mínimo agradável...e vocês? O que acham?

Reações:

9 comentários:

Deoo, acho meio impossivel essa suposta felicidade!! Como o cara muda assim de uma hora pra outra?
Acredito q a mudança rapida pode ter recaida !!!
Beeijos
Leticia Rodrigues

Lê também achei isto, principalmente com a cara que ele fez e que eu não consegui reproduzir aqui.
De qualquer forma, se ele mudar o comportamento eu aviso todo mundo por aqui, combinado?

Bjs

Déo voltei!

Acho que sim que tem que ceder, mas não é sempre. Existem momentos. Às vezes, você cede para evitar alguma dor de cabeça momentânea, mas a verdade é que nada nessa vida vai para frente sem deixar tudo as claras. Por isso, ok alguém tem que ceder, mas o diálogo é fundamental. Sem ele nada funciona. Logo mais leio os posts que estou te devendo.

Vou aproveitar pra mendigar leitura no meu ahaha: http://mimimiespertinho.blogspot.com.br/2012/08/sado-mama.html
Eu estava completamente out do mundo blogger, mas estou voltando. =*

Dani Dani...nem falo mais que é sumida, porque é mesmo ne?

Passo lá sim,
Bjs da Déo

Fazia tempo que não comentava, mas como já fui casado, posso opinar...

As pessoas andam casando sem se conhecer. Quando se fica mais velho, não existe mais aquela bobagem de se parecer perfeito.

A perfeição é fácil mostrar quando se vê o companheiro(a) três vezes por semana, se preparar, estar sempre lindo(a) cheiroso(a) apresentável e etc para o momento do encontro.

Mas quando se passa a viver debaixo do mesmo teto, as "manias" aparecem. Os perfeitos também peidam. Os perfeitos também tem bafo. Acordam com o cabelo desarrumado e deixam a casa uma bagunça.

As manias e comportamentos antes escondidos tanto de um quanto de outro podem enlouquecer a tal ponto que a grande maioria fica pouco tempo e se separam.

Falo bastante com conhecimento de causa e atualmente, tento ser o mais "imperfeito" possível (da mesma forma que ela) pois se mesmo com todos os "defeitos" e manias alguém ficar ao seu lado, é porque o amor realmente bateu na sua porta.

Anonimos beijos.

Anonimo: disse tudo. Sem mais!

Bjs da Déo

É, Déo...

Tocaste num assunto que foi pano pra manga essa semana e a passada por aqui, com meus amigos.

A falida instituição chamada Casamento. Falida pelo simples fato de não ter sido "modernizada" para acompanhar o modelo social atual.

Logo, as fobias e medos, tiques e paranoias que antes nasciam e morriam sem quase deixar rastros, hoje ficam expostas em Facebooks, Twitters, tablóides e mídias de tudo que é forma.

Como lidar com isso? SEPARA! Simples assim...

Amigo Anônimo Monossilábico, to contigo! Te entendo! Separei semana passada, pela quarta vez!


Beijos, Déo!
Undívago - The Rocket Man...

Então Déo, casamento não é fácil, principalmente no primeiro ano de casado,vc bate muito a cabeça até os dois aprenderem que tem que ceder. Uma vez escultei de um pastor que antes de casar vc e o parceiro tem q fazer um check list entregar e assinar se tiver de total acordo rsrsrs.
porq como um passe de magica, vc começa a notar certas manias q antes, passava por despercebido.
Mas nada como muito amor, paciência, algumas neosaldinas, mais paciência e mais um tiquinho de amor, para fazer dar certo, porque casamento é um passo serio, não da pra depois q o bicho pega, querer pular fora do barco.
Pessoa perfeita não existe, e se existisse seria a pessoa mais chata do mundo... Dia 11/09 faço dois anos de casada.
Bjsssss Déo
Danielle

Undívago!!! Muito bem comentado!

Dani parabéns pelos dois anos de casada!!! Sucesso e como você mesma diz "muito mais amor, paciência, algumas neosaldinas, mais paciência e mais um tiquinho de amor"

Bjs da Déo!