14 de nov de 2012

Déo medo?

Alguma vez na vida vocês quiseram dizer algo a alguém e não tiveram coragem? Já ficaram na dúvida se o melhor era dizer o que sentia e pensava, mas deixaram passar porque "é claro que ele(a) já entendeu o que eu quis dizer"? Ou então, ficaram esperando pelo momento certo para dizer e nunca encontraram este tal momento?

Se vocês responderam sim para uma destas perguntas, se aproximem que estamos falando da mesma coisa: medo!

Por mais que a gente diga que não se incomoda ou não se importa, ouvir um "não" de alguém que a gente sente o tempo todo o coração dizer sim, não é o o que pedimos para nós.

Eu tenho o péssimo hábito de deixar passar aquele "momento", sabe? 
Aquele exato momento em que você poderia ter falado aquilo tudo que estava na sua garganta pronto para sair e que você engole porque acha que não é a hora de fazer isto...

Sou mestre nesta arte!!!
Consigo arranjar uma desculpa rapidamente para situações de risco..."acho que ele não estava querendo me ouvir, não sei, fiquei com dor de barriga, sei lá"...sempre tenho um plano B que se torna A na hora H. 

E sabe o que é pior? Depois que passa este "timing" eu chego a conclusão de que aquele era o momento exato e que como deixei passar é melhor "falar agora ou calar para sempre". 

Aí eu, Deodora Fonseca Mendonça, do nada
Imagem extraída Cartas de todo dia
 simplesmente "acordo" e acabo despejando verdades e mais verdades depois de muito tempo, que muitas vezes não fazem mais sentido para outra pessoa. Já cheguei a resolver pendências tão bem guardadas que tive que ouvir altas gargalhadas e o sujeito dizendo que eu sou muito hilária e que eu já tinha deixado mais do que claro que a gente se dava melhor como amigos. (eu sempre acho que a pessoa entendeu o que eu quis dizer nas entrelinhas, quando na verdade eu acompanhá-lo naquele jogo de futebol do time do interior dele lá na pqp do mundo, para ele nada mais é que uma agrado de uma amiga...hã? como assim? Agrado?) Estava chovendo horrores e eu estava com um sapato novo lindíssimo que atolou naquele barranco imenso e ele vem falar de amizade??? 

Claro, você não disse o que queria quando era para dizer, deu nisto!

Fui procurar a definição de medo no Dicionário Priberam:

1. Estado emocional resultante da consciência de perigo ou de ameaça, reais, hipotéticos ou imaginários. = FOBIA, PAVOR, TERROR
2. Ausência de coragem (ex.: medo de atravessar a ponte). = RECEIO, TEMORDESTEMOR, INTREPIDEZ

3. Preocupação com determinado fato ou com determinada possibilidade (ex.: tenho medo de me atrasar). = APREENSÃO, RECEIO

4. [Popular]  Alma do outro mundo. = FANTASMA


Eu tenho medo do não. Tenho medo de ouvir "você entendeu errado, não era nada disto" ou "Déo, você é hilária, é claro que somos melhor como amigos" 

Mas, levante a mão ai quem sabe lidar com a rejeição...

O bom é que tudo na vida tem começo, meio e fim ne gente? 
E eu estou começando um novo ciclo. O ciclo do "fale enquanto é o momento"

Chega de ficar guardando, tendo dores de gargantas sem motivo!
Neste meu novo projeto o que eu penso, eu falo.
Se o outro não vai gostar, não vai entender, vai me dizer não, que diga. Prefiro agora e não depois, enquanto está latente é mais fácil para resolver e tirar da frente. Um ano depois, de que adianta?

O primeiro "gole" da verdade é mais complicado, você se engasga, pensa que vai sair fácil, mas dá umas travadas. Depois, você começa a sentir o sabor.


O que não dá mesmo é para ficar esperando o tempo passar enquanto o mundo se movimenta do lado de fora da sua vida!!
 


Portanto está aberta a temporada: Déo medo? Respira fundo e vai...

E você já começou este projeto?

Reações:

9 comentários:

Déééééooooooooooooooooo!

Como sempre um ótimoooooooooo texto, assunto importante e escrito muuuuuuuuuito bem!

Esse medo é o que poda as pessoas de serem um tiquinho mais felizes. E como disse, perdeu o "tempo" de falar, de agir, lascou! Não volta mais e esse passa a ser mais um peso a carregar nas costas, por um loooongo tempo!

Das tuas faço minhas palavras:

"O primeiro "gole" da verdade é mais complicado, você se engasga, pensa que vai sair fácil, mas dá umas travadas. Depois, você começa a sentir o sabor."



Beijão,
Undívago The Rocket Man...

Undívago...você é sem dúvida uma coisaaaaaa rssss
Obrigada por estar presente em todas as postagens, por sempre dar a sua opinião honesta e contribuir com o Cai Fora Deodora!

Valeu mesmo!

Bjs da Déo

Déoo!!! Venho aqui no seu blog faz mais de um ano e nunca comentei! Pode brigar comigo hahaha

Gostei muitoooo do seu texto! Parece que foi escrito pra mim! Também vivo fazendo isso, deixando as palavras me sufocando por muito tempo e depois acabo falando tudo de uma vez...criando uma situação completamente sem nexo. Nesses momentos parece que é tão difícil expressar os sentimentos que sempre acabei passando por aquela doida que adora uma DR!

Bom, mas to contigo nessa de mudar de atitude e falar sem medo! Guardar tudo nunca deu certo neah!!!

Beijos Cah

A dona Cah, então eu vou brigar porque você deixou rssss

Tem que comentar sim! Aqui é democrático...só não libero ofensas!

Então vamos entrar nesta comigo??? topa liberar o baú, dizer tudo o que tá entalada e não esperar 10 anos para isto?

Bjs da Déo
Volte e comente sempre!

A dona Cah, então eu vou brigar porque você deixou rssss

Tem que comentar sim! Aqui é democrático...só não libero ofensas!

Então vamos entrar nesta comigo??? topa liberar o baú, dizer tudo o que tá entalada e não esperar 10 anos para isto?

Bjs da Déo
Volte e comente sempre!

Vou voltar sim Déo! E tenho historinhas pra te contar também hahaha
Sabe que as vezes em algumas situações eu me lembro das suas histórias e penso: Cai fora Cassia!

E quanto a liberar o baú de palavras, acho que devemos radicalizar e expandir pra toda a nossa vida! Chega de segurar bronca né?

Beijooos

Então Dona Cássia: vem contar sua história aqui será uma honra publicá-la...faço questão!!!!!

caiforadeo@gmail.com

A gente conversa por lá!

Bjs da Déo

oi Déo,

Muitas vezes eu deixei de falar o que sentia, achei melhor guardar pra mim pois achava que não tinha chance, a parte ruim é exatamente carregar e esconder esse sentimento que fica engasgado e faz a gente se sentir mal, e mesmo depois de um tempo você sente que tem uma pendência, por mais ruim que é levar um não é como se tirasse um peso das costas, fica aquela sensação de "pelo menos eu tentei", mas acho difícil dizer sabe, principalmente achar esse tempo certo.


Daniele A.

Daniele falar é sempre melhor!!!
Errando e acertando!

bjs