4 de abr de 2013

Esqueça o guarda-chuva...se molhe mesmo!

Sentada ao lado de um ovo de Páscoa que já foi consumido 85% fiquei pensando no que contar a vocês esta semana. Pensei em algo que fizesse vocês refletirem, pensarem sobre o que andam fazendo na vida, só que nada vinha na minha cabeça e por isto resolvi contar a última em que me meti.

Eu tenho um grande problema com relacionamentos iô-iô.
Aqueles que vão e voltam várias vezes, mas que nunca definem se são sim ou não. Não sei se com vocês isto acontece, mas comigo é muito comum. Dentro dos iô-iôs que eu conheci na vida, tem um que resolvi insistir.

Sabe aquele dia que você acorda e diz: - Nossa, como eu não pensei nisto antes? É ele! Estava na minha cara este tempo todo e eu não percebi? Entrei nesta com o Bruno. Achei que depois de tanto tempo de vai e some e volta e vai e some e volta, agora era a nossa vez.
Nada foi traumático em nossos vai e volta e some. Ficamos no passado, ele quis namorar, eu não estava preparada para um relacionamento com ele e voltei atrás. Ele continuou sendo um bom amigo que às vezes te encontra para almoçar, bater papo e só. Até aconteceu este caso com ele que contei aqui, vocês lembram?

Neste nosso "Reencontro 10.000 a missão", saímos, ficamos, rimos, fomos nós mesmos sem querer provar nada a ninguém...e eu fiquei muito confiante na vitória!

Entre a gente se ver naquele dia perfeito e ter mais um encontro, foi um período em que eu decidi "investir". E investida quando a gente está decidida, é meter os pés pelas mãos, fazer com que a mãe ansiedade faça as coisas por você e cometer alguns exageros...mas ao final achei que não exagerei.
Em resumo: era um torpedo por semana que rendia mais uns dois ou três torpedos de conversa...

Na semana passada o sujeito me convida para sair, pois o John estava aqui no Brasil e tinha se lembrado de mim. Pensei: a hora é agora! Fomos para uma balada e lá praticamente não conversamos. Conversei com todos os amigos dele que fizeram questão de me deixar muito a vontade. O John agora mais familiarizado comigo e com o Brasil ficou batendo papo...e a noite foi passando.

Palavras ao vento

Já quase de manhã ele foi me levar embora e realizem a cena: ele veio me dar tchau com um beijo e um abraço. Beijo no rosto e um abraço apertado.
- Bruno, eu queria outro beijo.
Ele repete a cena: beijo no rosto e um abraço apertado, só que desta vez mais apertado!
- Bru, o que está acontecendo?
" - Déo eu conheci uma pessoa..."
- Quando? Faz menos de um mês que ficamos...
" - Semana passada."




Glup!
Não estava esperando por isto, mas aproveitei o momento para dizer tudo o que pensava sobre nós.
Acho que quando estamos decididos a dizer o que sentimos, não adianta voltar atrás e dizer "tudo bem" não era nada demais. Se estamos na chuva, que a gente se encharque. Não quero meio. Não quero 50%. Ou é 100% ou é 0.

O final foi típico de novela mexicana...eu indo embora sem olhar para trás e pensando "tomara que ele se arrependa e grite meu nome Déeeeeeeeo eu te amo e saia do carro correndo em minha direção!!! " mas não, não aconteceu nada similar...ele saiu com o carro dele e não nos falamos mais. Simples assim!
Tem horas que a melhor forma de você partir para o novo é esgotando o velho.

Reações:

3 comentários:

É Deo... A gente pelo menos tem que tentar quando a vontade e as intuições apertam. Melhor do que depois amargar um arrependimento por não ter tentado e ficar imaginando, e se tivesse dado certo com ele e eu nem sequer tentei? Mas é isso aí, pra frente é que se anda! Beijos. Mari.

Eu sempreeee sonho com esses finais de vc sair andando e a pessoa corre na sua direção e diz um monte de coisa linda
Como em filmes
Poxa pq em filmes dá certo não é???
Mas eu acredito que esse iô-iô ainda vai rolar muitoooooo
Primeiro foi vc que não percebeu... agora é a vez dele
LOGOOOOOOO em breve (assim espero) ele perceba como vc percebeu!!!!!!

Mari, disse tudo. Não tenho dúvidas de que tentei o que podia para dar certo, pelo menos agora...o que é do homem o bicho não come!

Grazinha, não é fantástica esta cena de cinema????????? Um dia vamos protagonizar esta cena!

Bjs da Déo, meninas!