1 de ago de 2013

E quando a culpa é sua?

A gente tem mania de culpar o outro.
Quer dizer, eu não sei se você faz isto, mas como eu faço e vejo muita gente fazendo então eu generalizei...
É mais fácil apontar o dedo para o outro.
Só que esquecemos que quando apontamos um dedo para o outro, outros três dedos se voltam para nós mesmos.

"Fulano que fez eu me atrasar".
"Ciclano que me fez discutir com o Beltrano"
" Eu não queria faltar na aula, mas ai eu faltei porque minha mãe estava me enchendo..."

Tudo tem um motivo. E este motivo nunca é você!
É claro que muitas vezes você não tem culpa, mas e quando a culpa é sua?
E quando você tem certeza que não fez a decisão certa ou que não tomou uma atitude muito legal, como faz? Você terá a compreensão dos outros da mesma forma que você teria compreendido o outro?

E quando a culpa é sua?
Qual a sua reação?
Você se desculpa, admite que errou, reverte a situação ou fica até o final dizendo que não tem culpa?
Finge que não sabe que tem responsabilidade pelo que fez e faz cara de planta só para se vitimizar e o outro ter pena de você?

No mundo cada vez mais egoísta e individualista, ter uma relação estável e construtiva só acontece se você se desarmar. Se você aprender a admitir seus erros, a ceder e a dar a oportunidade ao outro de te encantar. Nem tudo é preto no banco. Nem tudo tem explicação. Nem tudo precisa ser lógico. A magia também está na dúvida, no mistério, na possibilidade de tentar descobrir quem é o outro.

Somos mestres em julgar, mas esquecemos que com o mesmo peso que julgamos, podemos ser julgados. E a vida nos ensina até aprendermos. Se você não aprendeu uma lição ela vai voltar inúmeras vezes em sua vida até que uma hora você tire a nota máxima e esteja pronto para o próximo passo.

Doar é uma dádiva e receber também.
Seja compreensivo com você, entenda suas razões para estar se sentindo ameaçado, mas entenda também que as pessoas ao seu redor normalmente querem seu bem, mesmo você achando e teimando que não.

Viva leve e deixe o peso para as coisas que realmente importam.

A culpa só será sua se o motivo dela seja fazer você e o outro feliz!

Reações:

4 comentários:

Doar é uma dádiva e receber também!

Adorei o texto e reflete bem o que penso. Temos que nos libertar de nós mesmos, das nossas prisões e medos. Assim a vida vale mais a pena ser vivida!

Beijos!

Mari...é bem por ai!
Bjs da Déo

Oi Deo,

Adorei o texto, descobri a pouco tempo o seu blog, mas já virei fã, gosto de vim aqui, ler as histórias , rir um pouco, refletir, gosto de ler os comentários. Parabéns o seu blog é ótimo.

Daniele A

Oi Daniele A, muito obrigada pelo carinho!

Volte sempre e seja muito bem vinda!

Bjs da Déo