29 de nov de 2013

Déo Lulu!

Sou curiosa por natureza! 
Sempre procuro novidades tecnológicas, aplicativos que ajudam na dieta, no trânsito, outros que sejam para distrair, etc...
No meio desta minha curiosidade, me deparei com um aplicativo que está bombando nas redes sociais, o chamado "Lulu". 

Este aplicativo é voltado para o público feminino e elas podem avaliar o desempenho sexual e mais um monte de outras coisas dos homens! Num mundo machista e cheio de tabus em cima das mulheres isso feriu com os machistas convictos!

Só que eu, Deodora Mendonça, me surpreendi com a preocupação dos homens em relação a isso!

O aplicativo é totalmente voltado para um público mais novo, dos 15 aos 25 por ai, tanto que as avaliações que eu vi da lista que apareceu para mim eram só nesta faixa. 

O que me deixa mais surpresa é o tamanho da preocupação que os homens que se dizem maduros e seguros deram para o aplicativo. E foi tanto valor que dizem as notícias que foram criados dois outros aplicativos para os homens avaliarem as mulheres na cama: o pepeka e o tubby. Nenhum dos dois ainda disponibilizado no Brasil.

Fiquei pensando: quando eu tinha meus 15, 16 anos minha preocupação era se meu beijo era bom, se não tinha mordido a língua ou a boca de alguém, se tinha colocado tudo no lugar certo, treinava no copo, na laranja, no travesseiro para não fazer feio. Depois minhas preocupações começaram a ser se eu era uma mulher interessante e sexy sem ser vulgar na cama, se sabia agradar um homem, são fases da vida!

Agora passado dos 30, se a sua preocupação ainda for as mesmas de quando você tinha seus 15 anos o melhor é entrar numa terapia.

Eu falo por mim! Estou numa fase tão coerente, tão coesa que não me preocupa se alguém acha que sou algo que não sou. O homem (e este sim deverá ser seguro e maduro) que estiver comigo não vai estar comigo pela pontuação que o aplicativo vai me dar, mas pela consistência dos meus passos e atitudes.

Não vai ser um aplicativo adolescente que vai fazer uma pessoa querer ou não você. E se for, corre que é despacho!!! E dos piores! 

Por isto digo, se um homem ou uma mulher que já passaram da idade das inseguranças e incertezas, estiverem preocupados com suas avaliações no aplicativo o meu conselho, caso eu possa dar um é: procure o psicólogo mais próximo!

15 de nov de 2013

Deus me livre ter alguém...

Pode ser uma observação muito fora da realidade, que eu acredito que não, e peço a vocês leitores que deem sua opinião, mas a cada dia que passa eu ouço mais e mais esta frase: "Deus me livre de ter alguém, adoro ser sozinho(a)". E tudo num tom meio deboche de quem está com alguém e meio um tom agressivo para quem optou por ter este tipo de relacionamento.

Homens e mulheres dizendo o tanto que não querem ter alguém o tanto que não querem se envolver. Isso tudo por conta de tanto que já sofreram e já gostaram de alguém.

Quer saber? Vocês são um bando de mentirosos!
Quem diz que não quer ninguém na vida tem um medo tão grande de viver algo bom e algo que deseja ser eternizado que só de pensar em perder o que ainda não teve entra em surto.

Ai você encontra estas pessoas angustiadas em chats, redes sociais, tinder, badoo, we chat e mais um monte de outros meios de comunicação virtual e você descobre o quanto estão carentes! Claro que existem os(as) casados(as), com namorada(o) que querem uma aventura, mas e os outros(as)? Desesperados! Sem chão!

As pessoas estão carentes. 
Carentes de um relacionamento maduro e construtivo. De um relacionamento que te puxe para frente e diga " Vamos comigo"! 

Ninguém tem paciência para conversar, para observar o próximo, para sacar o quanto estão todos tão arredios por medos do passado que não se arriscam nem a conhecer alguém pessoalmente. Fica tudo no virtual.

Quem não deseja um colo, um cafuné, um boa noite querido, uma massagem nos pés toda descoordenada, mas de coração? Quem não quer compartilhar? Dividir? Ter um ombro para rir e chorar?

Muito romântico meu post? Muito meloso? Pode ser, mas o mundo precisa disso: de cafuné, de gentilezas, de palavras mais delicadas, elogios sinceros, um bom dia acompanhado de um sorriso...

Esqueceram de se olharem nas ruas. Todos com o cabresto amarrado olhando para frente. Mulheres em bares olhando redes sociais enquanto homens sentados na mesa ao lado querendo conversar. Falta conexão. Falta pré-disposição.

Respire. Relaxe. Seja leve. 
Acredite que assim como você existem milhões de outras pessoas também têm medo, mas se você não tirar sua máscara e não abaixar a guarda ninguém irá se aproximar.

O seu passado não vai ser igual ao seu futuro. É só mudar seu presente!

1 de nov de 2013

Deo ex-tress!

Ele reapareceu. Do nada. 
Tipo motoboy que brota da terra quando tem algum acidente de trânsito envolvendo algum deles ou a temperatura de SP que vai em 10 minutos do verão para o inverno.

Surgiu arrependido e dizendo que tudo que tinha acontecido com a gente era obra do seu ego (ego bipolar eu diria). Disse saber o quanto não tinha sido homem para mim. E o quanto ele se sentia péssimo por isso.

Sabe quando você está andando na rua e inesperadamente uma pomba caga na tua cabeça? Era mais ou menos assim a sensação. Não sabia se era sorte (tem gente que acredita que pomba quando premia é sorte) ou muita falta de sorte!!!

Disse também que não sabia se gostava mais de mulher. Achava que tinha virado gay mesmo sem ter experimentado. Oi??????????
Fui "ouvindo" tudo o que ele tinha para falar...
Depois de muito tempo representando o Senhor Arrependimento resolvi me expressar de forma sutil como um cavalo: 

- Fique tranquilo. Aquela coisa toda do passado já foi resolvida. A parte que cabe a sua culpa pela minha vida você pula. Se culpe por outros...

(eu até guardo mágoas de algumas pessoas, mas tem outras que são tão instáveis, bipolares, teatrais que eu não consigo nem sentir isso. Ele é um desses casos.)

Um belo dia todo cão sem dono busca um lar não é mesmo? 
Ele veio dizer que adoraria me encontrar se eu aceitasse. Concordei, afinal um ex que se diz ser gay não te apresenta perigo algum. Na minha cabeça estava indo me encontrar com um amigo gay. 

Que fique claro uma coisa: tenho diversos amigos gays, mas neste caso é um pouco estranho, é uma pessoa que eu já tive relacionamento, então a melhor opção foi vê-lo como um amigo gay MESMO.


Pergunta do dia: quem mandou eu aceitar??? Rolou tudo como nos velhos tempos. Eu não sei se foi a bebida ou a carinha de cão sem dono, só sei que quando vi já era.

Deodora, Deodora...palmas para você!

Eu não sabia se ficava mais sem graça pela situação ter se repetido ou por ele dizer que não queria mais saber de mulher...mas levei a situação com naturalidade! 

O desfecho nem importa porque como era previsto ele sumiu, bloqueou todos os meus acessos nas redes sociais para que eu não o encontrasse e voltou com a ex! Sim! Com A ex e não começou nenhum relacionamento homossexual...

...mas uma pessoa que se diz arrependida, assumida e redefinida não precisa de tudo isso né?

Por isso lanço aqui a minha campanha: tá com problema? 
Fala com a Deodora! 

Tenda para resolver conflitos sentimentais aqui, só não vale para ex-namorados de qualquer natureza!!!