20 de jun de 2014

Relatos de um dia estranho...

E ai que você apareceu em meu caminho quando tudo ia bem.
Desconstruiu a minha visão sobre paixão e fez eu crer que valia a pena.
Virou meu mundo. De cabeça para baixo. Rodou como peão, girou meus sentidos, misturou meus desejos...

E ai que você fez surgir em mim algo que nem eu conhecia.
Um lado fatal, sensual, legal, surreal...nada mal.

E ai que esse mundo que foi criado por você para mim era fake. Era conto de fardos...
O meu caminho que ia bem entrou em looping. Meus sentidos, aqueles que estavam girando em sentido horário, tornaram-se anti tudo: anti-amor, anti-paixão, anti-alguém em meu coração.

Mas como você é persistente, convincente e descaradamente indecente reapareceu. 
Cada hora com uma roupagem: o coitado, o revolucionário, o perdido, o com dúvidas, mas sempre "o precisando de você Déo" 

Suas roupagens me convenceram todas as vezes. Cai em todas as histórias. Todas elas. Achava que seria melhor assim.

E ai que você sumiu. 
E esqueci por um tempo suas roupas e fantasias. 
Mas por descuido meu descobri seus disfarces...

E ai que ainda que seja por descuido já sei por onde pisei.
E espero que nunca mais eu caminhe em falso porque das suas fantasias prefiro apenas aquelas em que você não existia.

Reações:

3 comentários:

Nóooo, doido viu? Gostei do texto Déo!

Mari.

Oi Marizinha!
Obrigada pela visita!

:)

Textos de tpm rsss

E acho que sei do que vc fala ;)

Muita força "deo"