31 de dez de 2014

Tudo novinho!!!

Eu não poderia deixar o ano virar sem escrever aqui!
Embora este ano tenha sido mais corrido por questões profissionais e menos interessante nas questões beliscadas amorosas, não ficaria completa se não passasse aqui para conversar um tiquinho hoje.

Um novo ano. Uma mudança de dia. 31/12 para 01/01, assim como todos os outros meses que mudam de 28, 29, 30 e 31 para dia 01/01, poderíamos apenas pensar - é só uma mudança de dia.

O que de fato é! 

Só que fazemos novas metas, novos planos, reforçamos nossas esperanças porque é legal tê-las! Qualquer ser humano precisa de sonhos e metas para continuar lutando, independentemente por qual motivo.

Não importa o tamanho do seu sonho o que importa é o seu sonho, aquilo que vale a pena e que te faz feliz. Seja mudar de visual em 2015 a mudar a vida das pessoas. 

Seja ganhar mais dinheiro, emagrecer, ter um amor (tô eu aqui para provar que isto é um grande sonho rs), seja andar de patins, praticar esportes, aprender uma nova língua, não importa! O importante é darmos a nós mesmos esta chance de fazer diferente, de começar de novo e seguir adiante! 

Lembre-se de ser grato a tudo: o que foi bom, o que não foi, o que poderia ser melhor, o que poderia ter sido pior e não foi graças a sua proteção divina, enfim, ser grato trás uma alegria interna que irradia às pessoas que estão ao seu redor.

Porém para atingir nossos objetivos precisamos correr atrás. Ninguém chega a lugar algum parado. Nada cai no nosso colo. O retorno vem para quem trabalha para isto. E a mudança é sua. 

O que eu aprendi em 2014 é que nada, absolutamente nada que acontece em nossa vida é responsabilidade do outro. Pode ser reflexo daquilo que esperamos no outro, mas nada é de fato o que o outro te fez. Expectativas a mais é sinal de frustração a mais também. 

Outra coisa que eu aprendi é que ninguém muda por causa de alguém. As pessoas mudam quando elas querem mudar, por mais que digam " eu mudei por sua causa ", não. Ela mudou porque acreditou que a mudança seria válida. Se você foi a pessoa causadora ou o pontapé inicial, que bom, mas mesmo assim a gente só muda quando a gente quer, por isto para 2015 - não tente mudar o outro, mude suas expectativas em relação a isto ou mude você de pessoa.

Mais um ponto: aceite! O mundo, você, as pessoas ao seu redor, seu emprego, seu chefe chato, seu colega de trabalho, seu vizinho, sua família, seus amigos e seus não tão amigos assim. Cada vez que aceitamos o que estamos passando parece que o caminho fica mais fácil de se passar. E não pensem que eu não to trabalhando nisto...para mim é uma das coisas mais delicadas de se fazer. É mais fácil eu casar em 2015 do que aceitar tudo o que a vida me dá ou não (nossa que situação!!! rs). E para que não fique dúvidas: aceitar não é dizer amém. Aceitar é entender o que está acontecendo, mas claro que se a situação está ruim voltamos ao item da mudança, precisamos fazer algo para que isto mude...senão seremos aqueles chatos de galocha.

Jamais se diminua ou se desqualifique porque alguém te fez acreditar que você não vai chegar lá, que você não consegue ou que você não tem capacidade para aquilo. A vida é sua e você é capaz de produzir sua felicidade, sua satisfação...ninguém mais tem o direito de te dizer o contrário! 

O que eu vou levar para 2015 são as pessoas que eu encontrei no meu caminho e que fazem a diferença na minha vida. Aquelas que passaram sem marcar ficarão no último dia de dezembro. Também deixarei aquelas encostos do passado. Aqueles beliscos fantasmas que rondam nossa cabeça e que fazem com que a gente se sinta fracassado. 

Acredite em você! 
No potencial que tem e eu ficarei muito feliz se ainda continuar a visitar meu espaço feito com muito carinho para vocês!!

FELIZ 2015! 
FELIZ RENOVAÇÃO!
FELIZ O QUE VOCÊ QUISER QUE SEJA, APENAS SEJA!! 






9 de dez de 2014

Déo clichês

" Você vai ver...quando você menos esperar acontece!"


Essa frase percorre minha vida desde sempre. 
Cresci, menstruei, comecei a olhar os beliscos e querer uma linda história de amor, pronto! Esta frase aparece.

Eu fico pensando que quem diz isso pensa em que?
Opção 1 - Tadinha dela né? Só arruma tipo ruim, quem sabe dizendo isto ela se anima!
Opção 2 - Já que todo mundo diz isto vou dizer também, quem sabe para ela dá certo.
Opção 3 - Que zica vou falar uma frase de efeito!

Porque na verdade todo mundo já passou por isso, todo mundo já foi solteiro ou solteira por um período e todo mundo sabe o quanto é chato ouvir frases de efeito...

Outra frase que me irrita muito é quando eu tô saindo com um belisco e vou super animada contar para as amigas chegadas e elas me dizem " - Ai Déo, fico preocupada com você, tenho medo que você se decepcione, vai levando, se envolve, mas não se apega".

Pera lá, estas mesmas pessoas já estiveram do lado de cá também e as próprias já passaram pela mesma situação e eu nunca falei algo deste tipo, porque ou você se envolve ou você não se envolve. Estas mesmas são aquelas que me ligavam para contar passo a passo do que o belisco disse ou não disse. E outra: a partir do momento que você está envolvida você está envolvida. Ponto. E eu não sou mulher de ficar em cima do muro, ou é sim ou é não. Ou eu tô numa relação ou eu não estou.



Nesta segunda opção fiquei pensando também no que as pessoas pensam quando dizem isto. Cheguei a seguinte conclusão que serve para a primeira frase também: quando a pessoa não tem o que falar, porque certas coisas não tem explicação, elas procuram o clichê. O que é mais bonitinho. O que cai melhor para ter algo a falar...


O que estas pessoas esquecem é que elas já passaram por isto e que ouvir isto é muito ruim. Se não tem o que falar, escute, às vezes isso é mais importante do que encher a pessoa de caraminholas na cabeça. O silêncio muitas vezes é ouro!