22 de abr de 2015

Mico x Timidez

Hoje o tema é: MICO!

Eu já dei vários, como vocês podem ler aqui: mico da gata ou aqui.

O mico faz parte do meu dia a dia. É algo natural e simples. Dou fora, erro nomes, troco nome de namorada de amigos e vice-versa e já perdi a oportunidade de ser amiga das namoradas dos meus amigos por isto.


Quem ai nunca deu um fora?

Levante a mão! \o/



E como eu não estou sozinha nesta a Lidiane mandou um e-mail para o caiforadeo@gmail.com e contou as suas atrapalhadas...e você? Tem alguma história engraçada, tragicômica, estranha, confusa ou qualquer outra opção para me contar? Então mande seu e-mail para mim! Será um prazer compartilhar!


" Oi Déo, meu nome é Lidiane. Sempre acompanho seu blog!! Morro de rir com algumas situações, me identifico com outras, me sinto bem à vontade por aqui, por isso resolvi escrever.

Sou uma pessoa beeeeem tímida! 
Eu sou uma pessoa simpática, educada, mas em matéria de iniciar uma amizade fico sem assunto (na minha cabeça só passa aquela “pergunta será que vai chover!”) e no final das contas nem isso sai pra puxar um assunto. Às vezes é ruim isso porque se a pessoa que estiver perto de mim e também for tímida já era! Ficamos em silencio. 

Só que mesmo assim, tenho histórias engraçadas de bolas fora. Eu falo sem maldade, só depois quando paro para pensar, chego a conclusão que não foi tão apropriado.

História um:
Eu almoço todo dia num mesmo restaurante perto do meu trabalho. A dona fica no caixa e é bem querida, sempre puxando assunto, oferecendo chocolates divinos (nisso ela não é tão querida, pois ela me oferece e eu acabo comprando ¬¬). 

Num certo dia ela me disse:
“ - Este chocolate é novo aqui. E é bem gostoso. Eu como um todo dia!”
(Ela disse que come um todo dia.   E o que eu entendo? Que era para eu comer um todo dia.)
Eu - Ah é, mas comer um todo dia e ficar uma gorda?.
Ela “ - Mas eu faço academia.”
Eu - Mas eu não!! 

Ela fez uma cara meio estranha Déo, mas ok, fui embora.
Na outra esquina meu colega de trabalho me diz:
" Pô Lidi, é muita coragem chamar a dona de gorda!" e me explicou o que ela queria dizer. 

Passei alguns dias indo lá morrendo de vergonha, mas como era uma sexta-feira que tudo aconteceu eu calculei que até segunda ela já teria esquecido! (ela continua me olhando meio estranho, mas tudo bem)

A segunda situação é de uma menina que trabalha aqui na empresa. Ela se acha o último pedaço de chocolate da caixa de bombom. É daquelas que você até se sente mal falando. Um dia estávamos aguardando um cliente e ela começou a dizer que estava procurando um terreno para construir e começou a citar alguns lugares que ela não gostou. E eu percebi que os lugares eram bem bons, mas eram caros. Então o problema dela não era localização, mas sim falta de dinheiro. Ai num determinado momento ela começou a dizer que queria tudo novinho na casa dela, nada de coisa usada ou velha e me diz que o problema é que a sogra dela se mete muito. 

" Vê se pode minha sogra quer me dar um sofá velho que ela tem.”
Até este momento eu estava quietinha ouvindo ela falar, aí resolvi abrir a minha boquinha:
- Você não tem nem terreno e ela quer te dar um sofá? Pra pôr aonde? No meio do terreno e contratar um guardião do terreno?

Ela ficou sem jeito e eu também, mas eu só fiquei sem jeito depois, quando eu pensei no que disse! Hehehe não foi por mal, mas sabe que ela até ficou mais humilde depois disto?

Beijos Déo!! =*

Lidi, com certeza sua timidez é transferida para seus micos. 
Você aproveita estes momentos para se soltar. 
Eu já dei lugar para grávidas no metrô que não eram grávidas, estavam fora do peso e me olharam feio, eu já cedi lugar para idoso que olhou bravo para mim e disse que tinha menos de 60 anos, já falei: mas é claro que a senhora está certa, qual seu nome mesmo?. " - José Paulo"...e mais algumas coisas que me deixaram com a cor de pimenta!

O que vale é que depois vira piada!

Beijão Lidi!