18 de mai de 2015

Faça a sua lista!

Toda vez que tenho alguma festa para dar, algum eventinho como aniversário entre outros, tenho a mania de fazer lista: de quem vai, do que tem que comprar, de eventuais coisas para comprar para animar a festa, lista de emergência se der algo errado ou se alguém a mais vier e sempre tenho a sensação de que esqueci alguma coisa no meio do caminho. 

Isto deve ser por conta do meu trabalho. Fazer eventos cria este tipo de responsabilidade e neurose com todos que trabalham com isto...

E nestas de pensar em listas, de tempos em tempos eu acabo pensando que se um dia eu me casar posso esquecer de alguém que não falo tanto ou que não tem facebook (e não é por conta disto que a pessoa não seja importante ou não exista em minha vida).

Foi ai que eu decidi fazer minha lista de casamento.
Não, eu não tenho um noivo...
Não, eu não tenho beliscos no momento (o trabalho está exigindo demais de mim)...

Então por que fazer uma lista de casamento?
Porque não quero me esquecer das pessoas que quero convidar!

Surgiu assim - nossa se eu me casar não posso esquecer de convidar fulano! E nem ciclano! Ixi e nem aquele primo meu que mora longe, mas que eu adoro e nem tem face! E ai comecei a escrever minha lista. Olhei no face todos que eu convidaria e fui anotando, depois fui lembrando de outras pessoas e ao final estava com a lista pronta (não considerei a parte da família que é mais do que obrigatória).

Até ai tudo bem. Só que eu resolvi contar isto para os amigos.

- Gente!!! Tô fazendo minha lista de casamento!
" - (gargalhadas, risos, pausas e mais risos) Déo! E de onde você tirou isto se você nem está saindo com os beliscos que você sempre sai!??"
- Ah, mas é que eu não quero me esquecer de ninguém no meu casório e se eu não casar posso mandar para todos meu fictício convite personalizado dizendo que em meus planos eu iria casar e convidar a pessoa, mas já que não rolou a pessoa recebe meu pseudo convite de pseudo casamento!
(mais milhões de risos)

Conclusão: virei a piada. 

Agora toda semana quando chego no trabalho logo veem me perguntar se a lista aumentou, se me lembrei de mais alguém ou se eu tirei alguém da lista. 

De qualquer maneira eu não liguei, sabe por que?
Descobri que tem mais duas pessoas deste grupo que também estão fazendo a lista, mas diferente de mim não contaram para ninguém.

E você? Tem alguma lista que você gostaria de fazer?
Qualquer uma, de qualquer coisa?

Não deixe de fazer isso pensando no que os outros irão pensar. E lembre-se o pensamento atrai...vai que meu próximo texto no blog é sobre os preparativos para meu casamento?

Beijos Deodorenses!

6 de mai de 2015

M&M cinza!

Conversando com um amigo perguntei a ele como se descobre quando estamos gostando de alguém de verdade. Vou dividir um pedacinho da conversa com vocês:

- João, como a gente sabe que está gostando de alguém para valer? Tipo que é a pessoa mesmo? Igual você descobriu a Milena?(Milena - esposa do João meu amigo).
" - Este tipo de grandeza é complexa, mas a princípio a gente compara o que sentiu por outra pessoa num passado qualquer e depois avalia nosso corpo que fala por si e depois com o tempo vamos descobrindo que é bem mais forte do que tudo o que já vivemos."

O João é aquele tipo de pessoa que se entrega. Não está preocupado se no dia seguinte vai dar merrr, ops, meleca. Ele vai com medo, sem medo, mas o que importa é que ele vai!

E eu gosto de ouvir as histórias dele. E olha que são muitas até chegar na Milena.

Pensando no que ele me disse surgiu uma dúvida: e se eu não percebi que era aquele cara o certo para mim e deixei passar? E se por acaso eu esperava que meu cara certo fosse de um jeito e ele veio todo desconfigurado e eu achei que não era ele e dispensei? 

Ai eu tive uma ideia! Falei para ele que poderíamos desenvolver uma "tag" com algo escrito mais ou menos assim: "sou eu", "ganhou", "achou é teu", ou só uma imagem como esta ao lado, mas ai ele acabou cortando meu barato e me disse que desta forma seria fácil demais e perderia a graça da descoberta. 

Eu falando sinceramente não me preocuparia com este aviso sem descoberta, me facilitaria tanto a vida. Imagina? Encontrei tipo um "m&m" diferente no pacotinho e ele é o premiado, seria demais. A tag não precisaria vir em cima da cabeça do sujeito também, poderia ser algo no bolso, sei lá. O mistério seria encontrar a tag, mas ai ele jogou um banho de água gelado quando disse:

" - Déo e se a pessoa certa não seja a certa para você nesta vida? E se for para a próxima? "

Não importa que você acredita ou não em outras vidas, a decepção é a mesma. Já pensou? 

Você encontra seu m&m cinza e descobre que é a tal pessoa que você procura e quando acha a tag está escrito "promoção válida para a próxima vida"!

Seria osso, por isso voltei ao normal e tentar achar a graça desse mistério que insiste em pairar sobre mim.

Beijos Deodorenses!