22 de jul de 2010

Eu nunca Déosisto!

Estava à toa em casa quando minha amiga Cris liga:

- Déo, o que você vai fazer hoje a noite?
- Nada, é feriado aqui, tá tudo parado.
- Ótimo, vamos comigo num casamento, depois vamos jantar num restaurante que tem música ao vivo, topa?
- Ah, pra quem ia ficar em casa mofando, nada mal ver uns senhores da terceira idade dançando...topo!

O casamento foi uma festa: vesti a noiva, ajudei a arrumar as daminhas e saimos em comboio para o casamento!
Da cerimônia fomos direto para a tal "festa".

O que eu não sabia é que a banda que ia tocar não era assim algo tão ruim...
Como todo início de festa, a banda começou com as músicas mais lentas e depois foi aumentando a intensidade da batida e das músicas. Notei que o cantor olhava muito para mim, mas pensei "devo ser o ponto cego dele".

Vocês já ouviram falar no ponto cego de um cantor? É o ponto onde ele não vê ninguém e assim sendo não se distrai ou se intimida com algo.

A noite inteira ele ficou olhando no ponto cego, o único ponto é que o ponto cego, no caso eu, andava de um lado para o outro e ele seguia. Quando já estávamos quase indo embora a Cris que tinha se engraçado com o percussionista da banda foi pedir justamente ao cantor o telefone do percussionista.

FATO - ele veio puxar conversa comigo.
CONTATO - trocamos contatos virtuais...ele roubou um selinho de raspão o que foi suficiente para achar que o restante não seria nada mal.
ENCONTRO - na semana seguinte já marcamos de sair. A conversa fluiu, as afinidades também e como tudo estava indo bem o beijo também rolou...
PAUSA - estrelinhas piscantes na hora do beijo contemplavam a cena, ele era irresistível, devia ter algum problema...ou eu tinha algum problema!!!
PROBLEMAS - vivia fazendo show, não tinha emprego fixo, não tinha folga, não podia falar comigo no telefone de casa, não gostava apenas de mim, não tinha a idade que eu calculava e muito menos a maturidade que eu imaginava...
TEIMOSIA - embora tudo isto, resolvi "arriscar" (entenda "arriscar" a mesma coisa que estar CEGA por alguém!!!). Fui levando a situação da forma que dava para não perder a oportunidade.

RESULTADO - por aproximadamente um mês e meio eu fui aos seus shows para nos encontrarmos, justificava todas suas atitudes, desculpas e dificuldades. Nos eventos em que eu ia e ele não a resposta era sempre a mesma "tadinho, ele está muito ocupado"

Ele adorando a mordomia e a atenção dada, mas nunca ligava...não aparecia no MSN, não retornava ligação, não absolutamente nada, coitada da Cris que me ouvia falando dele o dia todo.

Adivinhem o fim da história?
Sumiço básico!

CONCLUSÃO - Tenha sempre uma amiga ouvinte e jamais aceite um convite para sair sabendo que você está carente...a probabilidade de você se apaixonar pelo primeiro que aparecer é grande!


Reações:

3 comentários:

O 'ponto cego' foi ótimo! Deodora, se apaixonar pelo primeiro que aparecer, mas desde que esse primeiro seja o cantor da banda é o que 999 de 1000 mulheres querem. No seu caso, você teve a 'sorte' que essas 998 gostariam de ter.

Beijos!

Jonny, agradeço sua manifestação, doeu na hora, mas agora que passou eu Deodóra digo que tive sorte e azar...rs

Gostei da conclusão.
Ter sempre uma amiga ouvinte, pode ser o melhor remédio.

Bjs Déo !