29 de jan de 2013

E quando é este momento?

Semana retrasada neste post aqui eu mencionei a situação de um cara que não queria nada nada e nem ninguém e logo depois estava namorando...vocês se lembram?

Isto aconteceu já faz um tempinho, mas a vida seguiu e conheci outras pessoas e estas outras pessoas também apareceram em minha vida num momento "curtir a vida adoidado" 

Hoje, olhando na rede social de um belisco, vi que ele está na foto principal abraçado com uma mulher que por sua vez ele intitula como "o amor da minha vida".
Voltei no tempo: o sujeito estava namorando por 8 anos com uma pessoa. Brigavam direto. Ai eu apareci em sua vida. Fiquei com ele. Não queríamos as mesmas coisas...aliás nem eu queria namorar com ele, muito baladeiro e nem ai para nada. Não deu certo e o ponto não era este. Hoje o cara que é baladeiro e não quer nada sério com ninguém está com outra pessoa que não é a namorada de anos atrás e ainda denomina como sendo "o amor da minha vida"

E ai surgiu uma dúvida.

"Qual o limite de se fazer presente ou não, pra tentar reverter o momento dele? (Considerando que momento seja "curtir a vida adoidado")"
Como não pecar pelo excesso e também como não pecar pela ausência?

Se eu estou saindo com alguém que se separou recentemente, seja de um casamento, seja de um relacionamento e me diz que não pensa em ter mais ninguém por um bom tempo e que quer curtir, qual a minha saída?

Só saio quando ele aparece? 
Apareço de vez em quando como quem não quer nada perguntando como ele está e que estou com saudades? 

Ah não, saudades não posso colocar senão ele pode achar que eu criei um vínculo com ele e pode se sentir preso.

Então coloco apenas...
Oi, tudo bom? Beijos. Déo
(para colocar só isto não mando nada!)

E assim os dias vão passando. E a gente fica na dúvida do que é muito do que é pouco e do que não é.

Um belo dia o sujeito coloca no face em relacionamento sério com a Maria Joaquina, sem nenhuma referência a novela atual do SBT. E você que ficou cheia de dedos e cuidados para não parecer a fim de um relacionamento sério, pensa:

Ãh? Que? Como assim?
Onde eu errei?
Eu errei?

Se os sinais que são dados nos encontros que temos com estas pessoas são claros e eles se envolvem com outras pessoas que não somos nós e nem suas ex, o que concluir?


Reações:

18 comentários:

Oi Deo... Realmente não é fácil saber esse limite. Mas eu acredito que tenha que ser algo equilibrado. Não se desesperar e também não deixar de ser você mesma, de fazer aquilo que acredita que é o certo. Penso que para as relações darem certo esse é um princípio fundamental... E pensar que o problema não é seu, que não foi vc que errou... as coisas acontecem quando tem que acontecer e com quem tem que acontecer. Beijos! Vanessa.

Vanessa, muito coerente seu comentário. Adorei e concordo com a parte que temos que sermos nós mesmas para não ficarmos "maquiando" algo que não é da nossa personalidade!

Aproveitando, não quer mandar uma história sua para o blog?

Bjs da Déo

Aconteceu isso comigo. Namoramos dois anos e meio e o infeliz terminou comigo pq nao queria relacionamente sério e por causa da distancia (500km), apesar q durante todo esse termpo, distancia nao foi empecilho. Resumindo a história, três meses depois ele estava em um relacionamento sério(no face) com uma pessoa que morava a mais de 2mil km, sem falar em outros detalhes que ele nao gostava em mim e que ela tinha tudo em exagero.
Obs: nao durou muito. Mas até hj fico me perguntando, como isso aconteceu.

Estou vivendo uma história parecida, saímos, ficamos, tudo sem compromisso, nos falamos esporadicamente.... eu saindo de um casamento e ele ainda meio baladeiro, meio que se recuperando do fim de um noivado.... vivo com a mesma dúvida que você, qual a medida??? digo que sinto saudades??? e provavelmente amanhã o verei com "o amor da vida dele"...

Deo, uma coisa q demorei muito a entender foi que não, vc não fez nada de errado.
O cara não queria nada mesmo... com voce!
E não tem problema nenhum nisso!!
essa mania que temos de ficar vendo o que erramos e tal... está totalmente errado...
Sabe o filme "ele não está assim tão a fim de voce"? é isso. Nada mais.
Não é fácil ver isso, mas é possível!
Eu, por exemplo, só consegui enxergar isso no meu penultimo rolo... Acabou, e eu, em outros tempo, ficaria me martirizando.... Mas não! Ele que não queria, não era minha culpa!
O meu ultimo "rolo" virou namoro. E estamos muito bem obrigada! rs

Com o atual percebi também ser verdade uma fala em Sex and the City que homens são que nem taxi: se não estiver com a luz acesa, não importa que voce é a passageira certa: ele não vai te levar!

Meninas, muito bom ler as opiniões de vocês!!!

Jacky,
É difícil entender, mas temos que conseguir é bem o que a Paty disse e de forma muito bem colocada. O que é, é. O filme "ele não está afim de você" é um ótimo exemplo mesmo! Quando eu assisti ele sem pensar na parte comercial da coisa - falei - Gente é verdade. É simplesmente isto!

E Paty adorei o táxi! Perfeita colocação

Bjs da Déo

E quando é este momento? Título inspirador. Por que até hoje ainda não descobri qual o momento certo. Sempre que eu acredito que vou começar um relacionamento, tudo desanda e me vejo sozinha novamente. Acho que é o meu destino seguir só. Adorei o texto. ASS: Iracema

Nossa, acabei de passar por isso, agorinha mesmo, ontem vi no face: Relacionamento sério com Maria Joaquina... rs
Quase infartei, fiquei sem entender absolutamente nada, mas é a vida, não me culpo, apenas ele não estava tão a fim de mim mesmo!!! :(

Meninas... SENTIMENTOS. Não são controláveis e não mandamos em quem vamos gostar ou não. Fui casado, me separei, fiquei anos na putaria (ops, desculpem... balada!) sem querer nada com ninguém e neste tempo o que apareceu de pessoas fantásticas em minha vida...
Mas meu coração não se "apaixonava" e eu não queria nada sério. Tive a mesma reação de pessoas quererem algo e eu simplesmente dizer que "não estamos no mesmo timming, quero aproveitar agora" (pois durante anos apenas namorei, namorei, namorei e nunca curti uma fase solteiro).

Mas ai, depois de um "não é você, sou eu" querendo justificar o simples fato que não estava afim de namorar, ela apareceu do nada e PIMBA! Conheci na balada (!) e na hora disse "Caceta, estou apaixonado!"

O coração, que até então só queria vadiagem, apertou e se encantou com tudo! Sorriso, olhar, jeito de andar, beijo, gosto, cheiro... Ai ai!

Cai de cabeça e namoramos uns meses. E também, no auge da paixão e mesmo sem conhece-la direito, cheguei a pensar que ela era o "amor de minha vida", mas não era... Estava apenas apaixonado.

Não mandamos no coração e dizemos "velho, vc tem que gostar dela porque ela é bonita/inteligentíssima/bem resolvida/bem sucedida na carreira". Ele simplesmente comanda e diz "Não, não quero ela, não estou afim, diz tchau!"

Não se martirizem querendo achar que o defeito são vocês ou que todo cara que, depois de dizer que não quer nada, se apaixona perdidamente em pouco tempo!

Sentimentos... Tão incontroláveis...

Anônimos Beijos!

Acho que as meninas estão certas. Não devíamos nos preocupar com essas coisas e ficar mudando o jeito de ser pra agradar o outro. A gente tem que se lembrar que bom é ficar com quem também nos quer.

Déo,

Sentimentos são como antenas, captam o que o "outro" sente ou simplesmente captam tudo! Difícil controlar.

No coração não mandamos, ele algumas vezes acaba tendo "vida própria" e lascou tudo! Mete o pé na jaca.

Mas pra tudo tem remédio: Ter um bom faro e andar um dia depois do outro. Nada de se afobar, colocar a carroça na frente dos bois e coisa e tal.

E nem sempre aquela pergunta "Onde foi que eu errei??" tem resposta. Pois a parte errada não necessariamente pode ser você!


Beijos,
Undívago - The Rocket Man...

É... não disse que esse filme "Ele não está tão a fim de vc" tem o seu valor rsrs....

Déo, acho que todo mundo já passou por isso. Ou vai passar. Ou será a pessoa que não está interessada naquele momento. Normal.

No fim, realmente não tem regra. A não ser, seguir o seu coração. Mas isso não significa dar uma de louca e seguir o "amor da sua vida" até ele mudar de idéia e também "te amar pra sempre". Significa, enteder os seus sentimentos, se tiver vontade de ligar ligue, apareça, mande mensagem e esteja aberta às consequencias. Que podem ser maravilhosas, mas também podem ser um "não te quero", "não é a hora", "tô em outra fase", enfim.

E cá entre nós, você só descobre quem é/foi o amor da sua vida, ao longo da vida... :)

bjs
Virginia

Vou fazer um comentário longo agora porque foram muitas opiniões boas!

Belinha:
Não desanime, você pode encontrar um Cirilo pelo caminho e ele ser um foto, tão fofo que você se apaixona!! rs

Anônimo Monossilábico:
Creio que seja isto mesmo, sentimentos são incontroláveis, são mais fortes que tudo. Talvez eu prefira ouvir logo de cara um "olha, não to afim de você" do que o cara que enrola sem dizer a real...

Susu, é isso ai!!!

Undívago, mandou bem...na linha do Anônimo Monossilábico, dois homens que comentam no blog e que tem pensamentos bacanas! adoro!

Virginia:
Também concordo contigo, é ao longo da vida que vamos não só descobrindo nossos amores como nos conhecendo melhor para poder descobrir quem são os verdadeiros amores, amigos, seres especiais em nossas vidas!

Bjs da Déo

Isso já me aconteceu várias vezes.. conheço alguém, esse alguém diz ou dá entender que não quer nada sério por enquanto com ninguém.. e um mês depois aparece namorando! O que aconteceu é que nenhum deles estava afim de mim e daí usam essa desculpa p me usar como passatempo...

Até poderíamos estar imunes ne Lah?
Mas infelizmente não estamos imunes a estes sujeitos!

Quem sabe inventem uma pílula contra estes tipos!

Bjs da Déo

Pelo visto todas nós passamos pelas mesmas coisas.. umas mais, outras menos.. eu to no grupo das "mais"... adorei seu blog! Beijo

Obrigada querida, venha sempre!
Bjs da Déo

É Déo, vendo os comentários todos, dá pra pensar em muita coisa...
Penso que sentimentos são mesmos coisas que mudam, acontecem, aparecem e somem... não há o que fazermos pra ter um resultado da outra pessoa, devemos encarar que o que veio é o que tinha reservado pra gente. Não me lembro de ter ouvido essa de "ah, agora não quero nada sério"... na verdade, ninguém me fala isso, mas a falta de entusiasmo com o rolo demonstra essa frase, o que é pior, porque quem que gosta de ser enrolada né?
Mas antes seguir a estrada só do que acompanhada de alguém que não quer caminhar :D
Beijoos da Cah