28 de abr de 2014

Por que não eu?

A maioria dos e-mails que eu recebo comenta uma frase que foi usada também na história da Mônica "por que eu não sou a opção de namoro dele?" ou "por que quando ele me conhece não quer relacionamento sério e logo depois arruma uma namorada que é a futura mulher da vida dele?"

Quantas vezes aqui no blog me questionei sobre isto?

Muitas vezes a gente encontra uma pessoa que tem características que nos agradam (e muito), perfil compatível, rosto, resto, pensamentos, energia, cheiro, pegada, jeito, enfim, nosso número certinho e logo depois de termos experimentado a refeição completa ele começa a se afastar?

A grande maioria vai dizer aqui que isto acontece porque as mulheres estão fáceis demais e se uma não quiser tem mais 80 que vão querer. Ou então vão dizer assim: 

" - Quem mandou ser fácil? Homem não gosta de mulher fácil".

Machistas de plantão não quero arrumar confusão por aqui, mas isso para mim é o mesmo que dizer que usar shorts na rua é pedir para ser estuprada! Não é porque eu me interessei efetivamente por uma pessoa e quis estar intimamente com ele que eu posso me considerar uma pessoa fácil. E o que é ser fácil? 

Vou dizer por mim. Vulgarizar sentimentos é ser fácil. Vulgarizar o que o outro sente é ser fácil. Se gabar com os amigos que "aquela ali ou aquele ali tá de quatro por mim" e fazer disto motivo para rir é ser fácil. Desprezar alguém porque é gostoso fazer isto ou ignorar a pessoa porque você já teve o que queria com ela e agora que não quer mais nada e mais cômodo dar desculpas esdrúxulas do que admitir que foi só um belisco e nada mais é ser fácil.

Porque difícil, vamos combinar, é aceitar o outro como ele realmente é. Difícil é conviver com seus defeitos e amar ainda assim. Difícil é respeitar o próximo. Respeitar seus limites, erros, falhas e mesmo assim amar. E não parar na primeira possibilidade de dar errado ou na primeira resposta que não fazia parte do seu formulário imennnnnnso de aceitação para ser seu namorado ou namorada. 

O mundo está com déficit de coragem. Falta pulso firme na meta. Falta vontade de pagar para ver e ver não é só da janelinha do ônibus não, ver é ir lá e conferir. É dar a cara a tapa e testar novas possibilidades de ser feliz.

Fácil é não tentar o difícil por medo. O medo de perder é tanto que as pessoas não tentam nem ganhar!!! É tudo rápido, fácil e superficial. Tudo para ontem sem possibilidade de erros!

Por que não eu? Porque para você esta pessoa está fácil demais e você quer mais, você quer o difícil. Você está disposto(a) a ter aquela pessoa que também quer o melhor para si. Só por isto! Por isso queira o difícil que a vida se tornará bem mais fácil!

Reações:

5 comentários:

Deo,
você não faz idéia do quão na hora veio esse texto para mim. De fato, falta coragem nesse mundo!!!!

Cris, fico muito feliz que este texto faça sentido pra você. E se ele veio em boa hora! Aproveite!
Obrigada pela visita, beijão!

Eita Laly diga...que passa? rs

Ola Deu, sou eu o Anonimo que nunca assina rsrsrs

O que um homem quer? O que uma mulher quer? Pronto! a receita da confusão esta ai.
Ambos tem necessidades, e buscam sacia-las sem pensar no que o outro quer, e sim naquilo que cada um quer individualmente. Ja ouvi muita coisa assim: "Procuro alguém que me faça feliz", ou pra ser menos expressivo "procuro alguém pra ser feliz". Existe um egoísmo fora do comum no ser humano, em quando a questão é relacionamentos isso se torna a perfeita bomba de Hiroshima… podemos talvez nao assumir isso verbalmente, mas la no fundinho é isso que queremos sim. Colocamos nas outras pessoas o grande "fardo" de nos fazermos felizes. Homens sao homens, o negocio é mais físico, mas carne mesmo, e quando decidem dar a uma mulher o que ela quer, é porque realmente ele encontrou a "the one", e enquanto eles nao acham, eles vao fazendo os "test drive" por ai. As mulheres sao mais emotivas, querem romance, atenção, carinho e etc… quando recebem um "bocadinho" daquilo que tanto almejam! se entregam sem limites! (parece romantico ne? Nope! nananinanao!!!!! Depois haja ombro de amiga para consolar e lingua para amaldiçoar o "bandido".

E assim ficamos nesse inevitável cabo de guerra, eles puxam de um lado e elas puxam do outro, e no final, alguém sai sempre perdendo, na realidade, ambos perdem. Somente quando formos menos egoistas, quando começarmos a enxergarmos o outro além da casca, e focamos no ser além do toque fisico, se interessando mais pela o interior da pessoa, nos seus sonhos, nos seus medos, nos seus defeitos e suas qualidades, olhar nos olhos até chegar no intimo da alma, quem sabe nao saberemos dar ao outro, aquilo que ele(a) precisa, e nao aquilo que achamos que outro quer apenas?

So isso...

Oi Anônimo sem assinatura! É isso, ou melhor, como você disse é só isso rssss fácil ne?

Outro dia escrevi aqui que expectativa é jogar uma bolinha de tênis para o nada e esperar que alguém a devolva...e cada dia mais vejo o quanto isso é verdade...as pessoas criam expectativas e elas quando não atendidas são resumidas em: "aquela sem vergonha" "aquele cachorro" e por ai vai, mas sabe de uma coisa? Eu não desisto porque acredito com este blog que está cheio de gente com a mesma vontade de dar certo!

Bjão da Déo